Plantão

Compre no AMAZON, o Site mais seguro mundo!

Os Melhores Preços no AMAZON

28 abril 2021

Pai suspeito de matar filha em SC e esfaquear mais quatro pessoas da família é indiciado pela polícia

O homem de 42 anos suspeito de matar a filha, ferir a mãe, os avós e o tio dela foi indiciado pela Polícia Civil de Rodeio, no Vale do Itajaí, pelos crimes de feminicídio e tentativas de homicídio. A informação foi confirmada nesta terça-feira (27) pelo delegado responsável pelas investigações, Felipe Martins. O suspeito segue preso preventivamente no Presídio Regional de Blumenau, no Vale do Itajaí.

Segundo o delegado, o inquérito foi concluído apontando o pai como culpado pela morte de Géssica Dias Tizon, de 21 anos. Ela foi atingida por ao menos três golpes de faca e morreu. O delegado não deu detalhes sobre a conclusão das investigações.

O inquérito foi encaminhado ao Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), que até as 19h desta terça não confirmou se o documento já foi analisado e se deve denunciar o homem à justiça pelos mesmos crimes apontados na investigação.

Géssica foi morta após sua mãe, ex-companheira do suspeito, ir à delegacia pedir medida protetiva contra ele.

Depois de a mulher deixa a casa com os filhos menores, segundo a Polícia Civil, o homem foi até a residência da avó da jovem no dia 12 de abril e, além de esfaquear a filha, deferiu golpes de faca contra a ex-mulher, de 39 anos, os avós da jovem, de 56 e 61, e o tio da vítima, de 34 anos.

Ataque a facadas
No começo da tarde de segunda-feira, a mãe de Géssica procurou a polícia para pedir uma medida protetiva de urgência contra o então marido e pai da vítima.

A medida foi deferida e a PM a acompanhou até a casa em que ela dividia com o suspeito. Lá, ela pegou algumas roupas e os dois filhos mais novos e foi para a residência dos pais.

O suspeito foi até a casa dos ex-sogros atrás da mulher. Segundo a polícia, Géssica tentou defender a mãe quando foi atingida pelos golpes de faca.

Durante o ataque, apenas duas pessoas não foram feridas pelo homem: os filhos mais novos do casal. O homem fugiu para casa onde morava com a família, distante aproximadamente 50 metros do local de crime.

A PM encontrou o homem caído em uma área de matagal no fundo da casa, com cortes pelo corpo. Ele foi socorrido, recebeu atendimento médico e ao receber alta, foi encaminhado à delegacia.

No depoimento, ele ficou em silêncio, segundo a polícia. A reportagem não conseguiu contato com a defesa do suspeito até a publicação desta reportagem.




Da Redação com G1

Nenhum comentário: