Plantão

Compre no AMAZON, o Site mais seguro mundo!

Os Melhores Preços no AMAZON

31 março 2021

"Parece que o lockdown não tá funcionando"; 17 Estados e DF registram ocupação de UTI acima de 90%, aponta Fiocruz

Boletim divulgado pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) nessa 3ª feira (30.mar.2021) indica que a taxa de ocupação de leitos de UTI (unidade de terapia intensiva) destinados a pacientes com covid-19 está acima de 90% em 17 Estados e no Distrito Federal.

O documento (íntegra – 12 MB) aponta que a ocupação de leitos de UTI está acima de 80% em 24 Estados e no DF. Amazonas (76%) e Roraima (62%) são as únicas duas unidades federativas que estão abaixo dos 80%.

Eis o mapa divulgado pela Fiocruz:

© Fornecido por Poder360


O monitoramento aponta ainda que 21 capitais estão com taxas de ocupação de leitos de UTI para covid-19 superiores a 90%. São elas:

  • Porto Velho (RO): 100%;
  • Rio Branco (AC): 100%;
  • Macapá (AP): 100%;
  • Palmas (TO): 95%;
  • São Luís (MA): 95%;
  • Teresina (PI): 100%;
  • Fortaleza (CE): 95%;
  • Natal (RN): 93%;
  • João Pessoa (PB): 92%;
  • Aracaju (SE): 92%;
  • Belo Horizonte (MG): 101%;
  • Vitória (ES): 95%;
  • Rio de Janeiro (RJ): 92%;
  • São Paulo (SP): 93%;
  • Curitiba (PR): 100%;
  • Florianópolis (SC): 98%;
  • Porto Alegre (RS): 99%;
  • Campo Grande (MS): 103%;
  • Cuiabá (MT): 93%;
  • Goiânia (GO): 93% e;
  • Brasília (DF): 97%.

Outras 4 capitais estão com taxas superiores a 80% e inferiores a 90%: Belém (PA) (85%), Recife (PE) (89%), Maceió (AL) (88%) e Salvador (BA) (83%).

O boletim afirma que “a combinação de intensa transmissão no país e colapso do sistema de saúde vêm contribuindo para o contínuo e crescente número de óbitos”.

“É importante lembrar que as medidas de restrição de mobilidade, adotadas nos últimos dias por diversas prefeituras e Estados ainda não produziram efeitos significativos sobre as tendências de alta de todos os indicadores que vêm sendo monitorados”, dizem os pesquisadores da Fiocruz.


CASOS E MORTES

Na tarde dessa 3ª feira (30.mar), o Ministério da Saúde confirmou mais 3.780 mortes por covid-19. É o máximo já registrado em 1 dia desde o início da pandemia. A 1ª vez que o número ficou acima de 3.000 foi em 23 de março, quando as autoridades notificaram mais 3.251 mortes. Na 6ª feira passada (26.mar), foram 3.650 vítimas.

© Fornecido por Poder360


No total, são 317.646 mortos pelo coronavírus no Brasil. O país tem 12.658.109 diagnósticos confirmados. O Ministério da Saúde também contabiliza 11.074.483 pessoas recuperadas e 1.265.980 em acompanhamento.

Nenhum outro país registrou tantas mortes pelo coronavírus nessa 3ª feira (30.mar). Em 2º lugar, os Estados Unidos notificaram mais 543 vítimas até 18h, de acordo com o painel Worldometer.

A média de mortes confirmadas no Brasil atingiu nova máxima: 2.710.

© Fornecido por Poder360


A média móvel equaliza variações abruptas, sobretudo porque nos finais de semana e segundas-feiras há redução nos números registrados.


MORTES PROPORCIONAIS

O Brasil tem 1.489 vítimas de covid-19 por milhão de habitantes. Apenas o Nordeste está abaixo da média nacional. Na análise por Estados, apenas o Maranhão tem menos de 1.000 vítimas por milhão. Roraima não atualizou os números nesta 3ª feira (30.mar).

© Fornecido por Poder360


O Brasil ocupa a 18ª posição no ranking mundial. O vírus é mais letal na República Tcheca: mata 2.445 por milhão de habitantes.

© Fornecido por Poder360


CASOS

As autoridades confirmaram mais 84.494 diagnósticos nesta 3ª feira (30.mar). A média de novos casos apresentou uma ligeira alta em relação ao dia anterior e está em 75.441.

Fonte: Poder360

Nenhum comentário: