Últimas Notícias

Primeira vespa assassina é capturada no estado de Washington, nos EUA

O estado de Washington capturou sua primeira vespa asiática gigante – ou, como é chamada, vespa assassina.

Cientistas têm tentado capturar os insetos invasores e prevenir uma infestação desde que foram vistos pela primeira vez no estado, no ano passado.

Com mais de cinco centímetros de comprimento, as vespas ganharam esse apelido por sua propensão a atacar e matar abelhas e, potencialmente, pessoas.

Até agora, cinco vespas gigantes foram oficialmente avistadas no estado Essa foi a primeira a cair em uma armadilha, de acordo com um comunicado.

Autoridades anunciaram, na última sexta-feira (31), que identificaram a vespa gigante asiática mais cedo nesta semana em uma armadilha coletada próximo da região de Birch Bay em 14 de julho.

"Isso é animador porque significa que as armadilhas funcionam", disse Sven Spichiger, entomologista do departamento de Agricultura do estado de Washington no anúncio. "Mas também significa que temos trabalho a fazer". 

Esse trabalho inclui procurar ninhos usando câmeras infravermelhas e montar mais armadilhas, informa o comunicado. O departamento de agricultura do estado pretende montar uma armadilha especial que capture as vespas e mantenha-nas vivas, para que possam ser identificadas e monitoradas ao voltarem para suas colônias.

Assim que a agência encontrar as colônias, irá destruí-las.

Vespa assassina operária, rainha e espécime coletado em Washington

Comparativo entre vespa assassina operária, (esquerda) rainha (direita) e o espécime coletado em Washington (centro)

Foto: Divulgação/Departamento de Agricultura do estado de Washington (31.jul.2020)

A esperança é encontrar o ninho até o meio de setembro, antes que a colônia comece a criar novas rainhas reprodutoras e zangões, diz a nota.

Os cientistas ainda não têm certeza de como essas vespas gigantes, nativas da Ásia, foram parar no estado de Washington.

Entre as possibilidades estão navios de carga, compras internacionais, viajantes entrando ou retornando aos EUA, diz o governo estadual em seu website.

As autoridades agricultoras do estado estão pedindo aos apicultores e residentes para que avisem caso avistem as vespas gigantes. Agosto e setembro são os meses em que é mais provável que elas apareçam, diz o texto.

Mas não se aproxime demais.



CNN

Comente aqui com o Facebook: