Últimas Notícias

João Azevêdo exonera advogados investigados na Operação Calvário

A edição desta terça-feira (24) do Diário Oficial trouxe a republicação por incorreção da exoneração dos advogados investigados na Operação Calvário Francisco das Chagas Ferreira, preso no dia 17 deste mês e Antônio Fábio Rocha Galdino, advogado da empresa investigada na quinta fase da operação. A publicação original foi feita em 31 de outubro.

Francisco das Chagas Ferreira foi dispensado, a pedido, do cargo que ocupava no Governo da Paraíba como Liquidante da Companhia de Desenvolvimento de Recursos Minerais da Paraíba, CDRM/PB.
Já Fábio Galdino era Liquidante da Empresa Paraibana de Abastecimento e Serviços Agrícolas – Empasa.

O advogado Francisco das Chagas saiu da penitenciária Juiz Hitler Cantalice, após obter um Habeas Corpus deferido pelo Ministro Napoelão Maia, do Superior Tribunal de Justiça. Outros três presos, incluindo o ex-governador Ricardo Coutinho, também foram beneficiados na decisão.

Fábio Galdino era advogado da empresa Conesul, investigada na quinta fase da Operação suspeita de ter vendido produtos superfaturados para o Governo da Paraíba.

Fábio Andrade, Procurador-geral do Estado, vai responder cumulativamente pela função no lugar de Francisco. Já para substituir Fábio, foi escolhido Hermano Gadelha de Sá.


PB hoje

Comente aqui com o Facebook: