Últimas Notícias

terça-feira, 27 de agosto de 2019

Polícia Federal atribuiu a Rodrigo Maia crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e ‘caixa 3’

A Polícia Federal atribuiu a Rodrigo Maia (DEM) crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e caixa dois em relatório conclusivo de investigações que envolvem a delação da Odebrecht.

Identificado como “Botafogo” nas planilhas de propina da Odebrecht, Maia e seu pai, Cesar Maia, que é ex-prefeito do Rio, teriam praticado crime eleitoral de “Caixa 3”, pois apresentaram somente informações de cunho formal das doações repassadas por empresas interpostas, “quando o verdadeiro doador era o Grupo Odebrecht”.


A PF também relata que eles “cometeram o delito de lavagem de dinheiro quando, em 2010 e 2014, ocultaram e dissimularam a origem, com o objetivo de dar lastro e legitimar o recebimento valores indevidos com as doações eleitorais feitas pelo Grupo Petropolis e as distribuidoras de bebidas PRAIAMAR e LEYROZ, a pedido do Grupo Odebrecht”. As informações foram divulgadas há pouco pelo Estadão.


Terça Feira

Comente aqui com o Facebook: