Últimas Notícias

Veja as Manchetes!

terça-feira, 2 de abril de 2019

Jorge Solla do PT denuncia negociação pelo MPF e equipe de Moro de R$ 8,5 bi; deputado pede ressarcimento com juros

O deputado federal Jorge Solla (PT-BA) denunciou em pronunciamento na Câmara Federal do uso ilegal de R$ 8,5 Bilhões pela 13ª Vara Federal de Curitiba então comandada pelo juiz Sergio Moro e membros do MPF, fruto de acordo de Leniência assinado pelo Ministério Publico em 2016. Ele anunciou pedido de investigações pela PGR e exigiu a devolução dos recursos com juros e correção monetária.


– É muito grave que membros da justiça e MPF de Curitiba tenham se utilizado de recursos públicos de forma ilegal, por isso vamos exigir a devolução integral – declarou.

No Conjur, o jornalista Pedro Canário ratificou que o acordo de leniência que a Odebrecht assinou com o Ministério Público Federal em dezembro de 2016 se parece bastante com o acordo da Petrobras. Ambos preveem a criação de uma conta judicial, sob responsabilidade da 13ª Vara Federal de Curitiba, para que o dinheiro fique à disposição do MPF, para que lhe dê a destinação que quiser.

No caso da Odebrecht, a construtora se comprometeu a pagar R$ 8,5 bilhões como multa por seus malfeitos, que serão divididos pelo MPF entre ele mesmo, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos (DoJ) e a Procuradoria-Geral da Suíça. A parte que ficar no Brasil ficará sob responsabilidade dos procuradores da “lava jato” em Curitiba.


WSCOM

Comente aqui com o Facebook: