Últimas Notícias

terça-feira, 23 de abril de 2019

Extrema-imprensa deixa Yasmin em estado de pânico e agora cabe processo

A Fake News criada pelo jornal Estadão e em seguida disseminada por inúmeros veículos de comunicação, causou transtornos absurdos e inaceitáveis na pequena garota Yasmin Alves, de apenas oito anos de idade.
Disseminaram impiedosamente a Fake News de que a garota havia se recusado a cumprimentar o presidente Jair Bolsonaro, durante uma visita a uma escola pública onde ela estuda em Brasília.

Yasmin explica que tudo não passou de um mal-entendido: “Ele perguntou quem era palmeirense e eu balancei a cabeça dizendo que não”.
Um "jornalista" mal intencionado, retirou o áudio do vídeo e criou a notícia falsa.
O ódio e o revanchismo que a imprensa alimenta contra o governo em razão do corte nas verbas publicitárias, colocou a menina na linha de fogo.
Cabe processo contra todos os veículos que disseminaram essa malvadeza que visava atingir o presidente, mas só prejudicou Yasmin.
Doravante, vamos esperar que essa imprensa canalha, ao menos respeite nossas crianças.
jornaldacidadeonline.com.br

Comente aqui com o Facebook: