Plantão

Bolsonaro convoca aliados e apoiadores para atos no 1º de maio: ‘Dia de união do nosso povo’



Em evento oficial neste sábado, 30, em Uberaba, em Minas Gerais, o presidente Jair Bolsonaro (PL) convocou aliados e apoiadores a participarem dos atos convocados para este domingo, 1º, Dia do Trabalho, que devem ocorrer em ao menos cinco capitais: Salvador, Curitiba, Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília. Sem citar nominalmente o Supremo Tribunal Federal (STF), o mandatário do país afirmou que a mobilização servirá para mostrar que o Brasil “quer que todos joguem dentro das quatro linhas da Constituição”. Bolsonaro participou da abertura da 87ª edição da ExpoZebu, feira pecuária zebuína realizada pela Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ). No último dia 20, a Corte condenou o deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ), aliado de Bolsonaro no Legislativo, a 8 anos e 9 meses de prisão por ataques aos ministros do Supremo e às instituições. O chefe do Executivo federal concedeu indulto ao parlamentar e deflagrou uma nova crise entre os Poderes. Na prática, as manifestações, que terão a liberdade de expressão como principal pauta, serão uma espécie de desagravo a Silveira.



“Dizer a todos vocês que, porventura, irão às ruas amanhã, não para protestar, mas para dizer que o Brasil está no caminho certo, que o Brasil quer que todos joguem dentro das quatro linhas da Constituição. E dizer que não abrimos mão da nossa liberdade”, disse Bolsonaro. “Amanhã não será dia de protestos. Será dia de união do nosso povo para um futuro cada vez melhor pra todos nós”, acrescentou. Como a Jovem Pan mostrou, o Dia do Trabalho reunirá nas ruas de São Paulo apoiadores de Bolsonaro e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Na manifestação convocada por sete centrais sindicais e que será realizada na Praça Charles Muller, onde fica o Estádio do Pacaembu, os organizadores pretendem encampar o lema “Emprego, Direitos, Democracia e Vida”. Lula, que lidera as pesquisas de intenção de voto, deve discursar. A cerca de três quilômetro dali, na região da Avenida Paulista, os bolsonaristas farão um ato pró-governo. Um caminhão de som do movimento “Nas Ruas”, coordenado pelo empresário Tomé Abduch, cederá espaço a aliados de Bolsonaro, entre eles o ex-ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles, o ex-ministro da Infraestrutura e pré-candidato ao governo de São Paulo, Tarcísio Gomes de Freitas, a deputada federal Carla Zambelli (PL-SP) e o próprio Daniel Silveira. Segundo apurou a Jovem Pan, o presidente da República ainda não definiu se participará do evento.


JP News

Nenhum comentário: