Plantão

Aumento de casos de Covid-19 após feriados é sinal de ‘alerta’, dizem especialistas



Os números de casos de Covid-19 no Brasil estão registrando uma nova alta nos últimos dias. Depois dos feriados de Páscoa e Tiradentes, diversos Estados viram a quantidade de novas infecções e internações em hospitais aumentarem. No dia 28 de abril, a média móvel de casos dos sete dias anteriores era de 12.613. Uma semana depois, a média saltou para 15.038, o que mostra um aumento de aproximadamente 19,2%. Por outro lado, a média de mortes caiu de 102 para 95 neste mesmo período. Apenas no dia 5 de maio, foram registrados 21 mil novos casos. Os dados foram divulgados pelo Conass. Em entrevista à Jovem Pan, Raquel Stucchi, Infectologista da Unicamp e Consultora da Sociedade Brasileira de Infectologia, disse que a situação coloca as autoridades em estado de alerta. “A situação atual nos deixa em estado de alerta. É esperado um aumento no número de casos pela flexibilização de todas as atividades e do uso de máscaras. Mas precisamos observar ainda que, como temos uma baixa cobertura vacinal com três e quatro doses para aqueles que precisam, esse aumento no número de casos pode refletir em aumento de hospitalização. Esse será o termômetro”, afirmou Stucchi.


A infectologista Raquel Muarrek também falou à Jovem Pan sobre o aumento de casos, citando os feriados como uma das causas. “Primeiramente, nós ainda não diminuímos de formação de mutações. A gente ainda tem casos e a frequência desses casos nos leva, quando a gente tem o relaxamento de medidas de controle, à proliferação desse vírus. Além disso, temos a vacinação, que ainda não é igualitária em toda a população brasileira. Com o ir e vir da população, temos o aumento do número de casos. Quando você tem feriado, carnaval, ou algo assim, você vai ter o aumento desses números”, disse Muarrek, que continuou: “Infelizmente, ele vai estar presente por muito tempo. Nós não temos uma vacinação acima de 90%, 95% da população. Nós vamos ter a replicação desse vírus de acordo com o aglomerado de pessoas por períodos. Esse aumento é o que tivemos de feriados recentes”.


Ainda segundo Stucchi, as vacinas seguem sendo essenciais para combater o coronavírus e controlar a pandemia. “Nós só conseguimos, no mundo todo, voltar a todas as atividades econômicas graças à vacinação. Por isso que termos uma cobertura vacinal de três doses próxima a 90% é importante. E na população que precisa da quarta dose também uma cobertura vacinal próxima a 90%. É importante para que não tenhamos reflexo da Covid-19 no sistema hospitalar e no aumento da letalidade”, afirmou a infectologista. Já Muarrek citou a importância de cuidados pessoais para evitar contato com o coronavírus. “Etiqueta individual. Aonde você não tem vacinação e resposta vacinal adequada, você tem que usar máscara para se proteger. Você vai em um ambiente onde tem baixa circulação (de ar), você usa máscara. Continuar com a higienização de mãos de forma adequada, evitar mão na boca, etc. Você pode contribuir para a diminuição das chances de você se contaminar”, concluiu.


JP News

Nenhum comentário: