Plantão

Lula debocha dos ucranianos "guerra resolveria em boteco tomando cerveja", e Lula leva invertida de ex-embaixatriz ucraniana



O ex-condenado Lula voltou a ser notícia após um vídeo vazar com um trecho de sua fala aos correligionários do PT, em encontro realizado na semana passada, na Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ).


Completamente sem noção, Lula sugere uma forma inusitada para acabar com a guerra entre Ucrânia e Rússia:

“A quem interessa essa guerra? A razão dessa guerra, por tudo que eu leio, que eu compreendo, que eu escuto, seria resolvido aqui no Brasil numa mesa tomando cerveja. Seria resolvido aqui se não na primeira cerveja, na segunda. Se não desse na segunda, na terceira. Se não desse na terceira, até acabar as garrafas a gente iria fazer um acordo de paz”, diz, o ex-presidiário

O fato repercutiu e gerou a revolta da ex-embaixatriz da Ucrânia no Brasil, Fabiana Tronenko, que fez um post em suas redes sociais, lamentando:

“Que desrespeito do ex-presidente Lula com o povo ucraniano e com todos os esforços do Presidente Zelensky! Liberdade, Democracia e vidas, não se resolvem em uma mesa de bar”.

Chama a atenção essa obsessão de Lula pela bebida, algo que não é novidade – quem não se lembra do que ocorreu durante seu discurso em São Bernardo do Campo, horas antes de ser levado para cumprir pena na sede da PF de Curitiba, em abril de 2018?

Porém, é ainda mais surpreendente a plateia ter escutado tal absurdo e aplaudido a fala de Lula, o que demonstra o perfil inconsequente de seu eleitorado fanatizado.

Mas esse tipo de revelação pode fazer o leitor pensar melhor e escolher, nas urnas, se quer alguém para comandar o Brasil ou uma pessoa ostentando as benesses do cargo presidencial, enquanto acredita poder governar em uma mesa de bar!

Veja:

  • Jornal da cidade online

Nenhum comentário: