Plantão

Agência da ONU diz que segurança de central nuclear está em risco



A AIEA (Agência Internacional de Energia Atômica da ONU) alertou neste domingo (6) que um militar russo assumiu a gestão técnica da central nuclear de Zaporizhzhia, a maior da Europa, o que vai contra os princípios básicos para o funcionamento seguro da instalação.



"A direção da usina agora está sob as ordens do comandante das forças russas que tomaram o local na semana passada", garantiu o diretor-geral da AIEA, Rafael Grossi.



O argentino afirmou ter "grande preocupação" pela mudança, que, segundo ele, vai contra os pilares indispensáveis da segurança nuclear, ao deixar limitada a capacidade do corpo técnico da instalação de "tomar decisões livres de pressões indevidas". 



A usina nuclear de Zaporizhzhia é a maior da Europa e uma das maiores do mundo. Possui seis reatores nucleares e foi tomada pelas forças russas na noite da última sexta-feira (4). Um incêndio na usina foi gerado durante o confronto, mas foi rapidamente controlado e não se verificou elevação nos níveis de radioatividade.



A tomada do local pelos russos gerou um temor em toda a Europa de que um acidente nuclear como o de Chernobyl, em 1986, pudesse ocorrer agora novamente. Felizmente, isso não aconteceu.


Agência EFE

Nenhum comentário: