Plantão

Putin diz que Rússia está disposta a negociar com EUA e Otan: ‘Óbvio que não queremos guerra’



O presidente da Rússia, Vladimir Putin, concedeu uma entrevista coletiva nesta terça-feira, 15, junto ao chanceler alemão, Olaf Scholz, e afirmou que pretende iniciar negociações com os Estados Unidos e a Otan para diminuir a tensão existente com a atual crise na Ucrânia. O mandatário, porém, afirmou que almeja “continuar trabalhando em conjunto” com os países do Ocidente. “Estamos dispostos a continuar trabalhando em conjunto. Estamos dispostos a seguir o caminho da negociação. Queremos [uma guerra] ou não? É óbvio que não. Por isso apresentamos nossas propostas para um processo de negociação.” Porém, o político ressaltou que as principais demandas russas não estão sendo atendidas e que estas são fundamentais para o andamento das negociações.



O líder russo destacou, ainda, que os Estados Unidos não aceitaram a exigência russa de não integrar a Ucrânia e outras ex-repúblicas soviéticas na Otan. A afirmação ocorreu horas após o anúncio oficial que o Ministério da Defesa da Rússia irá retirar parte das tropas posicionadas próximas à fronteira com a Ucrânia. De acordo com o presidente, a entrada do país vizinho na Otan seria uma ameaça não apenas à Rússia, “mas também a todos os países do mundo”. Putin salientou que houve “uma retirada parcial dos militares”, mas não detalhou o número de oficiais que não mais estão no entorno do território ucraniano.


Jovem Pan

Nenhum comentário: