Plantão

Bolsonaro entrega obras do São Francisco em viagem por 4 Estados



O presidente Jair Bolsonaro (PL) inicia nesta terça-feira, 8, viagem de dois dias por quatro Estados do Nordeste.



Na agenda do chefe do Executivo, está a previsão de visitar Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte para fazer entregas de obras da transposição do rio São Francisco.



Bolsonaro estará acompanhado dos ministros Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional) e Fábio Faria (Comunicações).



“Não tem satisfação maior ver um irmão teu, que sempre sofreu com água, recebendo água”, disse o presidente em entrevista à TV estatal EBC, no último dia 2.



Bolsonaro também afirmou que será recepcionado por apoiadores em Jardim de Piranhas (RN) com uma “jegueata” — uma cavalgada em homenagem ao presidente ao estilo das motociatas realizadas por Bolsonaro no ano passado.



Em Caicó (RN), apoiadores do presidente organizam uma motociata marcada para quarta-feira 9.


Agenda de Bolsonaro

Nesta terça, o presidente vai a Salgueiro, no sertão pernambucano, fazer o acionamento das bombas de uma estação do eixo norte da transposição do rio São Francisco.



Em seguida, vai à barragem de Jati, no interior do Ceará, para a retomada da liberação das águas para o cinturão das águas do Estado.



O presidente também visitará a Barragem de Boa Vista do Eixo Norte, em São José de Piranhas, na Paraíba.



Na quarta, sairá em direção a Jucurutu, no Rio Grande do Norte, para visita à barragem de Oiticica e assinará ordem de serviço para construção da segunda etapa de pavimentação no município.



Ainda no Estado potiguar, Bolsonaro participa da chegada das águas do rio São Francisco ao Rio Grande do Norte, em Jardim de Piranhas.



Obras do rio São Francisco

A transposição do rio São Francisco foi iniciada em 2007, durante o segundo mandato de Luiz Inácio Lula da Silva.



A previsão inicial de conclusão era 2012, mas o prazo não foi cumprido. Passou por diversas prorrogações, com a primeira etapa sendo inaugurada somente em 2017, por Michel Temer (MDB).



O custo das obras ao longo dos anos saltou de R$ 4,5 bilhões para R$ 12 bilhões. Ao todo, são 477 quilômetros de canais de água.



A transposição é dividida em dois eixos, o Norte e o Leste. Quando todas as estruturas e sistemas complementares nos Estados estiverem em operação, 12 milhões de pessoas em 390 municípios de Pernambuco, Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte serão beneficiadas.


Revista Oeste

Nenhum comentário: