Plantão

Compre no AMAZON, o Site mais seguro mundo!

Os Melhores Preços no AMAZON

26 agosto 2021

Ataques terroristas deixam mortos e feridos no aeroporto de Cabul



Ao menos duas explosões deixaram várias vítimas feridas no aeroporto internacional de Cabul, capital do Afeganistão, nesta quinta-feira (26). A Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) confirmou que foi um atentado terrorista e o Talibã condenou o ataque.


O Pentágono fala em "ataque complexo", confirma pelo menos duas explosões e diz que há militares americanos entre os mortos. O Ministério das Relações Exteriores da Rússia divulgou uma contagem preliminar de vítimas: 13 mortos e 15 feridos.



Segundo o jornal "The Washington Post", o embaixador dos EUA em Cabul teria dito a seus colaboradores que quatro fuzileiros navais americanos foram mortos durante a explosão e que três ficaram feridos.


O aeroporto internacional Hamid Karzai é a única porta de saída do país para milhares de estrangeiros e afegãos que tentam, desesperados, embarcar nos voos de retirada organizados pelos países ocidentais.



"Podemos confirmar que a explosão no portão da Abadia foi o resultado de um ataque complexo que resultou em várias vítimas americanas e civis", afirmou o porta-voz do Pentágono, John Kirby. "Podemos confirmar pelo menos uma outra explosão no hotel Baron ou próximo a ele, a uma curta distância do portão da Abadia".


O secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, disse que "condena veementemente o horrível ataque terrorista fora do aeroporto de Cabul". "Nossa prioridade continua sendo evacuar o máximo de pessoas para um local seguro o mais rápido possível".


Duas fontes do governo americano disseram à agência de notícias Reuters que ao menos uma das explosões parece ter sido um ataque suicida causado por uma bomba.


Uma autoridade dos EUA disse à agência Associated Press que "definitivamente acredita" que o ataque foi executado pelo Estado Islâmico, grupo terrorista que é mais radical do que o Talibã e que criticou o acordo de paz responsável pela retirada estrangeira do Afeganistão.


O porta-voz do Talibã, Zabihullah Mujahid, afirmou que "o Emirado Islâmico condena veementemente o bombardeio de civis no aeroporto de Cabul, ocorrido em uma área onde as forças dos EUA são responsáveis pela segurança".


Risco 'iminente' de atentado


O presidente dos EUA, Joe Biden, foi informado sobre ataque durante uma reunião com autoridades de segurança sobre a situação no Afeganistão, segundo a Reuters.


Mais cedo, EUA, Reino Unido e Austrália alertaram para o risco de um atentado "iminente" no local e pediram a seus cidadãos que abandonassem imediatamente a área do aeroporto devido a uma ameaça terrorista.


"As informações obtidas ao longo da semana são cada vez mais sérias e fazem referência a uma ameaça iminente e grave", afirmou mais cedo o secretário de Estado britânico das Forças Armadas, James Heappey. "É uma ameaça muito séria, muito iminente".


Entre as ameaças estavam um possível ataque do Estado Islâmico.


G1

Nenhum comentário: