Plantão

Compre no AMAZON

Os Melhores Preços no AMAZON

16 julho 2021

O CASO CUBA E O "SOCIALISMO BRASILEIRO"; Por João Filho



Passaram 60 anos no poder conduzindo uma Revolução permanente, que acabaria com a "Exploração dos EUA" sobre a Ilha de Cuba. 

A revolução cubana implantou o sistema comunista de governo, onde tudo é do Estado e o Estado garantiria a igualdade entre todos e para todos, nos moldes da teoria marxista. 

Resultados? 

Ora, o mesmo ocorrido onde esse sistema de ideias foi implementado, seja na extinta URSS, seja na China de Mao, seja em qualquer país ou continente global onde a pretensa ideologia do "tudo é comum, tudo é de todos" foi experimentada: 

"Alguns eram mais iguais do que os tantos outros iguais" e, como consequência, formou-se uma burocracia (em geral corrupta), onde uma cúpula enriquece enquanto a população definha na pobreza e se sujeita ao autoritarismo de ditadores. 

A realidade, hoje bate à porta - só ver os noticiários, que parte da mídia está escondendo, lógico!  

O Brasil já experimentou as ideias comuno-socialistas em nossa história recente. 

Sob a pretensa diminuição da desigualdade social e o fim da exploração do trabalhador, o PT chegou ao poder (início do séc. XXI) e, nem preciso dizer, que, para além dos "programas sociais" e de "distribuição de renda", instalaram no Brasil a "cleptocracia" - Governo de ladrões - que, obviamente, também não preciso relatar aqui essa história, já que está documentada nos tribunais, mas, que tem sido, aos poucos", APAGADA, PELOS DEUSES SUPREMOS.  

A ideia da "esquerda" brasileira "tirada do poder" (nas últimas eleiçoes) e, justamente pelos motivos citados, aqui e mundialmente... QUER VOLTAR para uma nova tentativa de implementação de suas "maravilhosas ideias" (que nunca funcionam) mas... funciona para alguns poucos. 

Com esse objetivo tiraram da cadeia um ladrão... estão "apagando sua sujeira" (no caso, a História), com intenção de voltarmos às táticas "comuno-socialistas". 

Acredite se quiser... "O golpe está aí... cai quem quer!"


Da Redação

Nenhum comentário: