Plantão

Compre no AMAZON

Os Melhores Preços no AMAZON

21 junho 2021

Em tempos de pandemia as festas juninas ficam na leitura; Por Ângelo Leite



As festas juninas são comemorações tradicionais muito divertidas e esperadas em toda parte do país. Isso se deve, em partes, às guloseimas típicas e também às brincadeiras e caracterização que a celebração envolve. São comemoradas em todas as regiões do Brasil, mas é no Nordeste que ocorre a maior celebração, com comidas típicas farta, "casamento na roça" e, principalmente, forró. É muito comum a formação de grupos festeiros que andam e cantam pelas ruas da cidade, degustando as comidas e as bebidas deixadas nas janelas e portas das casas pelos moradores.

 

Estudiosos afirmam que a Festa Junina chegou ao Brasil por volta do século XVII, sendo de origem europeia. Ao longo do tempo, foi sofrendo influências da religião católica e sendo associada a alguns santos. Posteriormente, foram inseridos outros elementos pertencentes à cultura brasileira.

 

Curiosidades sobre as festas juninas

_ São festas para os santos: Antônio, celebrado no dia 13, João, no dia 24, e Pedro, no dia 29.

Santo Antônio, na verdade, tinha “Fernando de Bulhões” como nome de batismo, nascido em 1195 em Lisboa, capital de Portugal. Educado na cidade de Coimbra, ele vinha de uma família nobre e rica. Foi na cidade onde estudou que o santo entrou para a Ordem de Santo Agostinho e se tornou sacerdote bem jovem, ainda aos 25 anos de idade.

São João nasceu milagrosamente em Aim Karim, cidade de Israel que fica a 6 quilômetros do centro de Jerusalém. Seu pai era um sacerdote do templo de Jerusalém chamado Zacarias. Sua mãe foi Santa Isabel, que era prima de Maria Mãe de Jesus. São oão Batista foi consagrado a Deus desde o ventre materno. Em sua missão de adulto, ele pregou a conversão e o arrependimento dos pecados manifestos através do batismo. João batizava o povo. Daí o nome João Batista, ou seja, João, aquele que batiza. É o primeiro mártir da Igreja, e o último dos profetas. Sua festa é celebrada desde o começo da igreja, no dia 24 de junho. Ele é venerado como profeta, santo, mártir, precursor do Messias e arauto da verdade, custe o que custar. Sua representação é mostrada batizando Jesus e segurando um bastão em forma de cruz.

São Pedro nasceu em Betsaida, um pequeno vilarejo às margens do lago de Genesaré, ou Mar da Galiléia, no norte de Israel. Seu nome de nascimento era Simão. Quando conheceu Jesus, Simão era casado (os Evangelhos falam da cura da sogra de Pedro) e morava em Cafarnaum, importante cidade às margens do lago de Genesaré. Era filho de Jonas e tinha um irmão, André. Este foi quem o apresentou a Jesus. Os dois se tornaram discípulos de Jesus e mais tarde apóstolos. São Pedro era pescador e possuía um barco, em sociedade com seu irmão. Ambos trabalhavam no Mar da Galiléia, um lago de água doce formado pelo Rio Jordão, na região da Galiléia em Israel. Pedro foi o primeiro Papa da Igreja, tornou-se a Pedra onde a Igreja encontra sua unidade.

 

_ Acontecem também na Europa

As festas juninas são realizadas principalmente nos países de influência católica e no norte da Europa, pela herança pagã

 

_ Fogueira servia como WhatsApp

Para a igreja, a fogueira homenageia uma combinação entre Isabel, mãe de João Batista, e Maria, mãe de Jesus. Grávida, Isabel acenderia uma fogueira no alto da montanha para que Maria ficasse sabendo que era hora do parto e partisse em seu auxílio.

 

_ A quadrilha é chique

 A dança francesa quadrille, dançada a quatro pares, era considerada chique pelos portugueses e chegou ao Brasil no século 19 para as festas da elite. Aos poucos, foi incorporando elementos da cultura local e virou a nossa quadrilha.

 

_ Caipira fala francês

 As palavras anarriê, alavantú e balancê, usadas na marcação da quadrilha, são remanescentes da versão francesa chique. "En arrière" significa de volta; "en avant tous" significa todos para a frente, e "balançoire" pode ser entendido como dançar ou se movimentar.

 

_ Festa na Paraíba recebe 1 milhão de pessoas

O Maior São João do Mundo não é um recorde, mas o nome de um evento oficial da prefeitura de Campina Grande (PB) que recebe mais de um milhão de pessoas por ano

 

_ As fogueiras têm formatos diferentes para cada santo.

A que homenageia Santo Antônio, no dia 13 de junho, tem seu formato quadrado, similar ao de um ”chiqueirinho”, como é conhecida.

A que celebra São João, no dia 24 de junho e é a data mais comemorada, tem sua base redonda, fazendo com que a mesma, quando acesa, fique num formato cônico.

Já a fogueira de São Pedro, que é celebrado no dia 29, tem sua base triangular.

Fontes: sbtnordeste, cruzterrasanta, uol,terra.

 

Por Ângelo Leite

Bacharel em Administração pela UEPB e ex-auditor da Transbrasil S/A Linhas Aéreas

Nenhum comentário: