Plantão

Compre no AMAZON, o Site mais seguro mundo!

Os Melhores Preços no AMAZON

09 maio 2021

Polícia divulga lista de mortos no Jacarezinho: 25 tinham ficha criminal e há provas contra outros 2

Apesar da pressão feita por entidades, autoridades e grupos esquerdistas em torno de uma retórica atuação "desgovernada" da Polícia Civil do Rio de Janeiro na favela do Jacarezinho, Zona Norte do Estado, a PC divulgou, neste sábado (8), o nome dos 27 suspeitos mortos na operação de quinta-feira (8) na comunidade.

Vinte e sete pessoas eram, sim, ligadas ao crime organizado. Apenas o policial civil André Frias, de 48 anos, era “ficha limpa”. Ele deixa mulher, uma policial civil também, o enteado de 10 anos e a mãe que sofre de AVC e dependia, financeiramente, dele para sobreviver.

Assim, parece que se confirma o que foi dito pelo o vice-presidente da República, general Hamilton Mourão.

Ao comentar sobre as mortes em decorrência da operação, Mourão foi categórico:

“Tudo bandido! Entra um policial numa operação normal e leva um tiro na cabeça de cima de uma laje. Lamentavelmente, essas quadrilhas do narcotráfico são verdadeiras "narcoguerrilhas" tem controle sob determinadas áreas e são um problema da cidade do Rio de Janeiro”, disse o general.

Veja lista completa:

1. André Frias – Policial Civil (morto em serviço);

2. Bruno Brasil;

3. Caio da Silva Figueiredo;

4. Carlos Ivan Avelino da Costa Júnior;

5. Cleyton da Silva Freitas de Lima;

6. Diogo Barbosa Gomes;

7. Evandro da Silva Santos;

8. Francisco Fábio Dias Araújo Chaves;

9. Guilherme de Aquino Simões;

10. Isaac Pinheiro de Oliveira;

11. John Jefferson Mendes Rufino da Silva;

12. Jonas do Carmo Santos;

13. Jonathan Araújo da Silva;

14. Luiz Augusto Oliveira de Farias;

15. Márcio da Silva Bezerra;

16. Marlon Santana de Araújo;

17. Matheus Gomes dos Santos;

18. Maurício Ferreira da Silva;

19. Natan Oliveira de Almeida;

20. Omar Pereira da Silva;

21. Pablo Araújo de Mello;

22. Pedro Donato de Sant’ana;

23. Ray Barreiros de Araújo;

24. Richard Gabriel da Silva Ferreira;

25. Rodrigo Paula de Barros;

26. Rômulo Oliveira Lúcio;

27. Toni da Conceição;

28. Wagner Luiz Magalhães Fagundes.

Richard Gabriel da Silva Ferreira (“Kako”), Isaac Pinheiro de Oliveira (“Pee da Vasco”) e Rômulo Oliveira Lúcio ("Romulozinho”) já haviam sido denunciados pelo Ministério Público por tráfico de drogas e eram procurados pela polícia. Eles atuavam como “soldados” do tráfico, “braço armado” da organização criminosa na favela.

Além disso, 25 dos mortos têm antecedentes criminais e há provas de que os outros 2 também eram ligados ao tráfico.

Apenas o policial morto na operação era “ficha limpa”.


 Fonte: G1

Nenhum comentário: