Plantão

Compre no AMAZON, o Site mais seguro mundo!

Os Melhores Preços no AMAZON

12 maio 2021

“O Supremo neste momento é o maior responsável pela insegurança jurídica que vive o país”, afirma senador (veja o vídeo)

Autor do Projeto de Lei Complementar 19/2019, que altera as regras para a nomeação e demissão do presidente e diretores do Banco Central, o senador Plínio Valerio (PSDB-AM) criticou, em entrevista à TV Jornal da Cidade Online, a interferência do Supremo Tribunal Federal (STF) no assunto.

“Este caso particularmente da autonomia do Banco central, o projeto é de minha autoria, a lei que foi aprovada, o projeto é meu. Mas, antes disso, eu já combatia essa governança do Supremo. A maioria dos membros do STF botou na cabeça que são os governantes do país. Eles pensam que moram no Olimpo, que são semideuses.
Isso é invasão de poder, então isso é um pecado, isso é um defeito, mas nós temos um instrumento que é o Senado Federal, que pode impichar esses maus ministros. Se nós cumpríssemos o nosso papel, eu duvido que o STF fizesse o que faz. Aí dizem: ‘Mas o senado não faz porque 1/3 está comprometido’. Cada um pensa o que quer, mas eu não acredito nisso”, ressaltou Valerio.

“O Supremo neste momento é o maior responsável pela insegurança jurídica que vive o país”

O senador assegurou que, se colocassem na mesa um pedido de impeachment do ministro A, B, C ou D, na hora ele assinaria e votaria para impichá-lo.

“Para com isso de governar o país, quem tem que governar o país é quem foi eleito para isso, o presidente foi eleito para governar o país. Nós fomos eleitos para legislar, e eles foram eleitos para julgar, para tirar dúvidas, e eles só colocam dúvidas.
Agora, por exemplo, se eles anularem a lei da autonomia do Banco Central, eles estão causando uma insegurança tremenda no mercado financeiro, aqueles empreendedores que chegaram já para investir no país, vão recuar, a bolsa recua, o dólar sobe, eu não acredito que eles façam isso, o ministro Lewandovski não julgou sozinho, vai levar para o plenário, tenho a impressão que o plenário não vai acatar o pedido do PT e do PSOL, que fazem o papel que eles sempre fizeram, que é o de tentar atrapalhar.
E o Supremo sempre atrapalhando, o Supremo neste momento é o maior responsável pela insegurança jurídica que vive o país, e tem que ser colocado um freio nisso, e só o Senado pode colocar este freio”, destacou.

“O MST não tem mais aquele volume astronômico de dinheiro do PT”

João Pedro Stédile, líder do MST, culpou o governo Bolsonaro pela diminuição do número de ocupações de terra e senador comentou a declaração.

“É óbvio que ele está reclamando, porque não tem aquele financiamento que tinha do PT, aquele volume astronômico de dinheiro. Minha esperança é que o braço de ferro da lei chegue nesse pessoal”, completou.

Confira:


Jornal da cidade online

Nenhum comentário: