Plantão

Compre no AMAZON, o Site mais seguro mundo!

Os Melhores Preços no AMAZON

30 maio 2021

Mais 700 bilhões, esse foi o montante em dinheiro que foram destinados para Estados e municípios



O senador Marcos Rogério (DEM-RO), um dos 45 parlamentares que assinaram o requerimento do também senador Eduardo Girão (Podemos-CE) para identificar onde foram parar os mais de 700 bilhões encaminhados pelo Governo Bolsonaro a Estados e municípios no combate da pandemia do coronavírus, defendeu, neste sábado (29), que a CPI da Covid-19, convoque em breve os governadores.

“Está chegando a hora de seguir o caminho do dinheiro, saber o que houve com os recursos destinados pelo Governo Federal para o enfrentamento da pandemia. Se não houve desvios e corrupção, não há o que temer!”, escreveu no Twitter.
“A destinação de recursos federais aos estados para auxiliar no combate à Covid-19 justifica a competência da CPI para investigar os governadores. As convocações estão respaldadas na Constituição, na Lei 1.579”, acrescentou o congressista.
"Há suspeitas fortes, indícios fortes de que tem havido aí desvio de finalidade, superfaturamento..", alertou.

Nove governadores foram convocados para prestar esclarecimentos acerca das verbas federais e o destino que eles deram a elas. Além dos mais, há compras sem licitação que os gestores estaduais fizeram sendo investigadas pelo Ministério Público.

Wilson Lima (Amazonas), Ibaneis Rocha (Distrito Federal), Waldez Góes (Amapá), Hélder Barbalho (Pará), Marcos Rocha (Rondônia), Antonio Denarium (Roraima), Carlos Moisés (Santa Catarina), Mauro Carlesse (Tocantins) e Wellington Dias (Piauí) foram os “convidados” da vez.

A vice-governadora de Santa Catarina, Daniela Reinehr, e o ex-governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, também foram convocados.

Atentando que a cúpula da Comissão, formada por um grupo de senadores oposicionistas que se intitulou “G7”, ter convocado, em sua maioria, governadores que têm bom relacionamento com o presidente Jair Bolsonaro; já se sabe como as perguntas serão orientadas.

O “G7”, claramente, tem protegido governadores como o de São Paulo, João Doria (PSDB), estado onde mais morreu pessoas, vítimas da Covid-19.

Confira o vídeo:

Jornal da cidade online

Nenhum comentário: