Plantão

Compre no AMAZON

Os Melhores Preços no AMAZON

16 março 2021

Mais de mil promotores de Justiça e procuradores da República publicaram no último sábado (13) uma nota em apoio à Operação Lava Jato. No documento oficial, também repudiaram posicionamentos de ministros do STF.

A nota oficial, assinada por membros do Ministério Público (MP) de todas as partes do país, condena o que chama de “impropérios retóricos” dos ministros Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski, durante o início do julgamento da suspeição do ex-juiz Sérgio Moro.

O comunicado também ressalta que, ao longo dos últimos 20 anos, “diferentes operações conduzidas por órgãos responsáveis pelo combate à corrupção são, em determinado momento, anuladas pelos Tribunais Superiores”, e agora o “mesmo destino recaiu sobre parte da Operação Lava Jato”.

Os membros do Ministério Público comentam ainda que “por mais que se queira, por motivos diversos, desconstruir o trabalho desenvolvido na operação, jamais conseguirão apagar da consciência coletiva” os resultados das investigações.

O promotor do Ministério Público de São Paulo, Aluisio Antonio Maciel Neto, criticou a atitude de alguns ministros do STF de usar a toga em público e ainda tomar decisões de forma autoritária. Maciel Neto também disse que a maioria dos membros do MP estão cansados das atitudes da Suprema Corte.

“Das ofensas proferidas por alguns ministros do STF, que infelizmente usam a toga, às vezes em público, para tal finalidade, como meio de encontrar algum fundamento, por mais descabido que seja, para suas decisões, notadamente quando o conteúdo das provas se mostram inafastáveis”, apontou o promotor do MP-SP.


Assessoria

Nenhum comentário: