Plantão

26 fevereiro 2021

Desemprego atinge 13,4 milhões de brasileiros e média anual bate recorde em 2020

A taxa de desemprego no trimestre de outubro a dezembro de 2020 foi de 13,9%, segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira, 26. Ao todo, a população desocupada representa 13,9 milhões de pessoas, o que representa crescimento de 19,7% em relação ao mesmo trimestre de 2019, quando o número era de 11,6 milhões de desempregados.

Por sua vez, segundo a Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) Contínua, a média anual de desocupados em 2020 ficou em 13,4 milhões de brasileiros, o que representa o maior registro da série anual e aumento de 6,7%, mais de 840 mil pessoas, quando comparado a 2019.

Ao mesmo tempo, os dados do IBGE também mostram que a média da população ocupada também atingiu o menor número da série anual, ficando em 86,1 milhões de pessoas. No trimestre de outubro a dezembro de 2020, 32 milhões de pessoas eram subutilizadas no Brasil, aumento de 22,5% na comparação com 2019, o que representa mais 5,9 milhões de pessoas subutilizadas. 

No período, o número de empregados com carteira de trabalho assinada no setor privado cresceu 1,8%, enquanto o contingente de pessoas sem carteira assinada no setor privado, cerca de 10 milhões, subiu 10,8%. Trabalhadores autônomos, que representam 23,3 milhões de brasileiros, teve elevação de 6,8% frente ao trimestre móvel anterior e a taxa de informalidade chegou a 39,5% da população ocupada, representando 34 milhões de trabalhadores. No trimestre encerrado em dezembro, o rendimento médio era de R$ 2.507, o que representa uma queda de 4,2%.


Jovem Pan

Nenhum comentário: