Plantão

Compre no AMAZON

Os Melhores Preços no AMAZON

28 janeiro 2021

Laboratório confirma 21 variantes do coronavírus circulando em SP

O Instituto Adolfo Lutz identificou 21 variantes do coronavírus que circulam em São Paulo. Entre elas, a que teve origem em Manaus (AM). No mundo, pelo menos 800 variantes já foram identificadas.

Para chegar ao número, o instituto realizou 474 sequenciamentos. O Adolfo Lutz colhe as amostras tanto de forma aleatória quanto de maneira pontual –quando existe algum caso suspeito, como de pessoas que estiveram no Reino Unido, na África do Sul ou no Amazonas –regiões em que foram identificadas mutações do Sars-CoV-2.

O importante é a gente fazer a detecção das linhagens e acompanhar a evolução delas. Ou seja, se elas estão sendo passadas, se existe transmissão interna, ou seja, no Estado. Se é uma transmissão circulante”, disse Adriano Abbud, diretor do centro de respostas rápidas do Adolf Lutz, ao G1.

O laboratório identificou 3 casos da variante de Manaus, chamada de P.1.

Um deles é de uma paciente de 61 anos internada no Hospital Municipal de Pirituba, zona norte da capital paulista. Ela foi transferida de Manaus e está internada na UTI desde 15 de janeiro. Os outros 2 são da irmã dessa paciente e de um médico que esteve na capital do Amazonas. Os 2 estão bem.

A Secretaria Municipal de Saúde pediu nessa 4ª feira (27.jan.2021) que os pacientes infectados com a variante brasileira sejam concentrados no Hospital Municipal de Pirituba. Além de o local já estar tratando dos doentes contaminados com a P.1, a unidade tem espaço para isolá-los.

Outros 2 pacientes transferidos de Manaus estão internados no hospital, mas não há confirmação se eles estão infectados com a variante brasileira.

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde) a variante brasileira já está presente em ao menos 8 países:  Brasil, Japão, Estados Unidos, Reino Unido, Itália, Alemanha, Coreia do Sul e Irlanda.

A organização manifestou preocupação com a evolução da variante, pelo risco de maior transmissibilidade e reinfecção. A OMS disse que estudos adicionais são necessários para entender melhor o impacto da variante e sua resistência a vacinas contra a covid-19.

Em Manaus, foi detectado aumento na proporção de casos com a variante de dezembro de 2020 a janeiro de 2021. Variou de 52,2% para 85,4%.


Poder360

Nenhum comentário: