Últimas Notícias

Ruy questiona Cícero sobre os R$ 5 milhões que recebeu de pensão

O candidato a prefeito de João Pessoa, Ruy Carneiro, afirmou, durante debate na Rádio Arapuan FM nesta segunda-feira (28), que o candidato Cícero Lucena precisa explicar se os desvios de R$ 134 milhões da saúde estão financiando sua campanha. 

Ele também questionou se Cícero Lucena não se sentia envergonhado por ter recebido mais de R$ 5 milhões em pensões como ex-governador e ex-senador, quando milhares de pessoas passam fome em João Pessoa.

Para Ruy, a população está indignada em ver que o grupo que participou do maior esquema de corrupção do Estado, desviou R$ 134 milhões da saúde e agora está apoiando uma das campanhas à prefeitura do município. O governador João Azevedo é o maior apoiador de Cícero Lucena e, segundo delações da Polícia Federal, parte do dinheiro desviado da Operação Calvário financiou sua campanha. Além disso, o atual governador recebeu, segundo as delações, mesada de R$ 120 mil.

“Diga com quem anda que eu te direi quem és. É uma vergonha que sua coligação fale de saúde depois desses governos. O dinheiro da Calvário tem sido usado na Paraíba em todas as últimas eleições. Esses R$ 134 milhões são dinheiro roubado de remédios, de exames, de consultas. É o equivalente a dois hospitais metropolitanos e meio. Pessoas morreram precisando de cirurgias por causa desses desvios”, finalizou.

Outra questão que Ruy apresentou é que milhares de pessoas estão passando fome em João Pessoa enquanto Cícero Lucena recebe, tendo passado apenas oito meses no governo, uma pensão vitalícia de R$ 23,5 mil mensais como ex-governador, há mais de vinte anos. Além disso, após seu mandato como senador, passou a acumular outra pensão de R$ 18 mil. Os valores acumulados por Cícero correspondem a R$ 5 milhões, pagos pelo contribuinte.

“Como governador, poderia ter acabado com a pensão para ex-governadores, não fez porque não quis. O projeto que acaba com a pensão de ex-governador é da minha autoria no Congresso, pode pesquisar. Sou autor da PEC que acaba com o auxílio-mudança para deputados, que acaba com 14º e 15º salários para parlamentares. Sou autor do projeto contra o nepotismo. Não tenho condenação em TCU. Se for pesquisar, a única certidão que vai encontrar minha é a de nascimento”, arrematou.


 

Assessoria

Comente aqui com o Facebook: