Últimas Notícias

sábado, 18 de julho de 2020

Presidente do BB volta a defender privatização; "50% de suas ações em mãos privadas. Ou você é público ou você é privado"

O presidente do BB (Banco do Brasil), Rubem Novaes, voltou a defender nesta sexta-feira (17) a privatização da instituição. 
No início do mês passado, ele ressaltou que "o BB já tem 50% de suas ações em mãos privadas".

"Uma empresa estatal com capital privado é uma anomalia. Ou você é público ou você é privado", afirmou Novaes em teleconferência organizada pela Febraban (Federação Brasileira de Bancos).

Ao se posicionar a favor da medida, Novaes criticou o que chamou de política de compadrios e corrupção no setor público na capital federal.

"Qualquer liberal que tentar entrar nesse meio vai receber uma rejeição como um vírus que tenta entrar em um organismo. É muito difícil para um grupo de liberais trabalhar no ambiente político de Brasília", afirmou.

A privatização do Banco do Brasil já foi defendida pelo ministro da Economia, Paulo Guedes. Em reunião ministerial, ele avaliou que embora Rubem Novaes, que é liberal, comande a instituição, o governo "não consegue fazer nada" lá.



Agência Estado

Comente aqui com o Facebook: