Últimas Notícias

Qual a diferença entre a propagação assintomática e pré-sintomática?

O novo coronavírus é singular por muitas razões, tornando sua propagação imprevisível e difícil de controlar.
Uma de suas características é a facilidade com que as pessoas podem ser infectadas por alguém sem sintomas, ou seja, pessoas assintomáticas. Mas há uma diferença entre a contaminação assintomática e a contaminação pré-sintomática.

A disseminação assintomática é a transmissão do vírus por aqueles que não apresentam sintomas e nunca terão sintomas desde a sua infecção. Mas esses portadores infectados ainda poderiam transmitir a doença.

Já a disseminação pré-sintomática é a transmissão do vírus por pessoas que, a princípio, não parecem ou não se sentem doentes, mas que acabam tendo sintomas mais tarde.

Como posso saber se alguém é pré-sintomático ou assintomático?

Não pode. Ambos os tipos de portadores parecem saudáveis, embora portadores pré-sintomáticos apresentem sintomas mais tarde.

Estudos sugerem que a disseminação pré-sintomática é mais comum que a disseminação assintomática.

"O rastreamento detalhado de contatos de Taiwan, bem como a primeira rede de transmissão européia na Alemanha, sugeriram que os assintomáticos raramente transmitem o vírus", disse Babak Javid, pesquisador principal da Escola de Medicina da Universidade Tsinghua, em Pequim, e consultor de doenças infecciosas nos hospitais da Universidade de Cambridge.

"No entanto, esses (e muitos outros) estudos descobriram que a transmissão daqueles com poucos sintomas (paucisintomáticos) podem ocorrer e, em particular, no estudo alemão, eles descobriram que a transmissão frequentemente parecia acontecer antes ou no dia em que os sintomas apareceram". 

Como é possível espalhar o novo coronavírus sem sintomas?

"Quando você fala, pode cuspir um pouco", disse Anne Rimoin, professora de epidemiologia na Escola de Saúde Pública da UCLA.

"Você vai esfregar o nariz. Você tocará sua boca. Você vai esfregar os olhos. E então, você tocará outras superfícies e espalhará o vírus se estiver infectado.”

Quantas pessoas estão infectadas por alguém sem sintomas?

O Centro dos EUA para Controle e Prevenção de Doenças (CDC) estima que 40% da transmissão da Covid-19 ocorre antes que as pessoas se sintam doentes.

Em um estudo, cerca de 4 em cada 5 pessoas com o novo coronavírus confirmado na China, provavelmente foram infectadas por aqueles que não sabiam que estavam com a Covid-19, de acordo com uma pesquisa publicada na revista Science.

"Essas descobertas explicam a rápida disseminação geográfica do novo coronavírus e indicam que a contenção desse vírus será particularmente difícil", escreveram os pesquisadores.

Muitas pessoas com o novo coronavírus não têm idéia de que o têm, seja por serem assintomáticas, pré-sintomáticas ou paucissintomáticas (que apresentam sintomas extremamente leves).

O CDC disse que quase metade das 712 pessoas com a Covid-19 que estavam no navio Diamond Princess não apresentaram sintomas quando testaram positivo.

E um estudo na Islândia mostrou que 50% das pessoas que testaram positivo não apresentaram sintomas no momento do teste.

Como tantas pessoas podem ter ou espalhar o novo coronavírus sem sintomas (ainda)?

O novo coronavírus tem um longo período de incubação, o tempo entre o momento em que alguém é infectado e o início do aparecimento de sintomas (se houver).

A gripe também pode ser transmitida sem sintomas, mas o tempo de incubação é muito menor, geralmente de um a quatro dias, e os sintomas geralmente aparecem dentro de dois dias após a infecção, de acordo com o CDC.

Com a Covid-19, o período de incubação é de três a 14 dias, e os sintomas geralmente aparecem "dentro de quatro a cinco dias após a exposição", de acordo com a Harvard Medical School.

"Sabemos que uma pessoa com a Covid-19 pode ser contagiosa 48 a 72 horas antes de começar a sentir sintomas", escreveram os especialistas de Harvard.

"Pesquisas emergentes sugerem que as pessoas podem ter maior probabilidade de transmitir o vírus a outras pessoas nas 48 horas antes de começarem a sentir os sintomas".

Os pré-sintomáticos são mais contagiosos antes ou depois dos sintomas?

"As pessoas tendem a ser as mais contagiosas antes de desenvolverem sintomas, se desenvolverem sintomas", disse Sanjay Gupta, correspondente médico chefe da CNN.

"Eles chamam isso de período pré-sintomático. Portanto, as pessoas tendem a ter mais vírus nesta fase, aparentemente no nariz e na boca. Isso é, antes mesmo de você ficar doente. E eles podem estar transmitindo esse vírus para o meio ambiente".

Se não consigo saber quem é pré-sintomático ou assintomático, como me protejo?

Usar máscaras e manter distância física de outras pessoas "pode ajudar a reduzir o risco de alguém infectado, mas ainda não contagioso, poder inconscientemente infectar outras pessoas", afirmou a equipe de Harvard.

Jacqueline Howard, da CNN, e Michael Nedelman contribuíram para esta reportagem.



Holly Yan, da CNN

Comente aqui com o Facebook: