Últimas Notícias

segunda-feira, 18 de maio de 2020

Manifestantes saem às ruas em apoio ao presidente Jair Bolsonaro; Ele elogiou o fato de não haver faixas antidemocráticas

Manifestantes saíram às ruas em apoio ao presidente Jair Bolsonaro, neste domingo (17), em Brasília, Rio de Janeiro, São Paulo e em Campinas, no interior paulista. 

Os participantes, que estavam vestidos com camisetas da seleção e portantando bandeiras do Brasil, também pediram a retomada da atividade econômica e o fim de medidas de isolamento social. 

Em São Paulo, o grupo se reuniu em frente ao prédio da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado), na Avenida Paulista. Além do apoio ao presidente, eles também reivindicaram a reabertura do comércio e a saída do governador João Doria (PSDB).

No interior paulista, em Campinas, uma carreata saiu pelas ruas da cidade em defesa do presidente. Eles pediram o fim da política de distanciamento decretado pelo governo estadual e demonstraram insatisfação com ministros do STF (Supremo Tribunal Federal).

Brasília

Jair Bolsonaro acenou para apoiadores durante ato em Brasília

Jair Bolsonaro acenou para apoiadores durante ato em Brasília

WAGNER PIRES/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Já em Brasília, em frente ao Palácio do Planalto, um ato pró-Bolsonaro contou com a presença do presidente que, acompanhado por alguns ministros, acenou para os presentes. 

Bolsonaro elogiou o fato de não haver faixas antidemocráticas, como as que se viam em atos anteriores, contra o STF (Supremo Tribunal Federal) ou pedindo o fechamento do Congresso Nacional.

"Existe política com participação espontânea popular", afirmou o presidente. "Nenhuma faixa, nenhuma bandeira que atente contra a nossa Constituição e contra o estado democrático de direito, nisso o movimento está de parabéns", completou.

No Rio de Janeiro, de COR (Centro de Operações do Rio), um grupo de motoristas, promoveram uma carreata na cidade, se deslocando pela Avenida Lúcio Costa, no sentido São Conrado. O ato chegou a provocar lentidão desde o posto 6.


R7

Comente aqui com o Facebook: