Últimas Notícias

Gleisi Hoffmann sai em defesa de Ricardo e sinaliza rompimento do PT com Azevêdo

A presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, deu sinais, nesta quinta-feira (6), que o partido deve romper com o governador João Azevêdo, recém-filiado ao Cidadania.

Em mensagem à executiva na Paraíba, a dirigente pede que a reunião extraordinária do partido, marcada para esta sexta-feira (7), a fim de discutir a permanência na base do governo, seja adiada.


-Não é uma questão de cargo ou de posição como querem fazer crer alguns dos nossos adversários ou mídia. Tem de que ser um debate mais aprofundado, que deve dialogar com o projeto nacional do partido e nossa estratégia para recuperar o Brasil para mão do povo. Em nome da direção nacional, peço ao companheiro Jackson, que suspenda a reunião de sexta-feira para que tenhamos tempo de sentar e conversar-, disse.

Na mensagem, Gleisi presta solidariedade ao ex-governador Ricardo Coutinho (PSB), denunciado pela Operação Calvário por desvios de recursos públicos na Saúde e Educação do estado. Ela ressalta a aliança com o PSB no âmbito nacional, construída a partir da relação com Coutinho.

- O PT trabalhou e construiu uma aliança preferencial com o PSB na Paraíba, o que nos ajudou na aproximação com este partido em âmbito nacional. Isso foi muito importante para eleição de 2018 e para candidatura do companheiro Haddad, que embora não tenha ganho, foi para o segundo turno. O ex-governador Ricardo Coutinho foi um grande companheiro dos nossos governos, implantando projetos revelantes que mudaram a vida do povo no estado, com a participação do PT e sempre esteve ao lado do PT nos momentos mais difíceis das nossas lutas: quando deram o golpe contra a Dilma, na prisão do Lula, também ajudou aproximar o PT do PSB em nível federal. As alianças políticas sólidas se constroem ao longo do tempo na luta das mesmas causas que acreditamos. Temos um bom diálogo com o PSB em grande parte pela construção que os companheiros da Paraíba fizeram. Ricardo foi vitimado por um processo judicial utilizado para fazer show midiático, condenaram antecipadamente, sem julgamento, nos posicionamos firmemente contra essa ação e nos solidarizamos com ele-, declarou.



Mais PB

Comente aqui com o Facebook: