Últimas Notícias

segunda-feira, 13 de janeiro de 2020

Menina grita para a polícia, e pai é preso por estupro

No sábado, 11, um caminhoneiro de 49 anos foi preso em flagrante por estupro de vulnerável e satisfação de lascívia mediante presença de criança e adolescente. A vítima é a própria filha do homem detido, uma garota de 13 anos.

A mãe da menina, que é separada do acusado, disse que recebeu o pedido de socorro da filha por meio de um aplicativo de mensagem e chamou a polícia. Ela dizia que precisava de ajuda e estava trancada no banheiro.
Quando a Guarda Municipal chegou ao local, o pai da vítima disse que a garota estava tomando banho. Ouvindo a conversa com os policiais, ela começou a gritar e relatar o abuso sexual.

Ele acabou confessando o crime e foi levado à delegacia

Segundo relatos dados à polícia, eles estavam sozinhos quando o pai começou a ver filmes pornográficos no smartphone. O homem questionou sobre a  vida sexual da menina e passou a bolinar a garota. Assustada, ela se escondeu e mandou a mensagem para a mãe.

Como denunciar crime contra crianças

Por meio do Disque 100, o usuário pode denunciar violências contra crianças e adolescentes, colher informações acerca do paradeiro de crianças e adolescentes desaparecidos, tráfico de pessoas – independentemente da idade da vítima – e obter informações sobre os Conselhos Tutelares.

O serviço funciona diariamente de 8h às 22h, inclusive nos finais de semana e feriados. As denúncias recebidas são analisadas e encaminhadas aos órgãos de defesa e responsabilização, conforme a competência, num prazo de 24h. A identidade do denunciante é mantida em absoluto sigilo.

O que fazer caso eu seja vítima de estupro?

Cuide da sua saúde em primeiro lugar. Antes de se preocupar com as medidas legais é importante receber atendimento médico, se necessário. Existem centros especializados em saúde da mulher que costumam estar melhor preparados para os casos de violência sexual.

Chame a polícia ou vá até uma delegacia.

Será feito um boletim de ocorrência e você será encaminhada, em seguida, a um hospital para realizar exames e receber medicamentos para prevenir doenças sexualmente transmissíveis (como o HIV), além de receber a pílula do dia seguinte para evitar gravidez, caso já não tenha passado por atendimento médico.

O boletim de ocorrência logo após o crime é importante para que seja feito o exame de corpo de delito (realizado por um médico no Instituto Médico Legal — IML). 

Por essa mesma razão, não é recomendável que a vítima tome banho após o ocorrido, pois isso pode impedir a coleta de algumas provas importantes para a investigação e posteriormente para o processo criminal (ex: identificação da presença de sêmen o que pode auxiliar até na identificação do autor). Além disso, é importante guardar as roupas usadas no momento do crime para coleta de provas. O DNA do autor pode ser coletado destas peças de roupa, por exemplo.

Nos casos em que houve o uso de drogas como o “Boa Noite Cinderela” é importante que a vítima faça o Exame Toxicológico (através de exame de sangue e urina) em no máximo 5 dias após a ingestão. O ideal é fazê-lo o quanto antes possível.

Nunca se deve culpar a vítima pelo crime cometido contra ela. A culpa jamais será da vítima e pressão de amigos e familiares indagando sobre a roupa, comportamento, postura, circunstâncias corroboram para os altos índices de suicídio entre vítimas de estupro.


Catraca livre

Comente aqui com o Facebook: