Plantão

Compre no AMAZON, o Site mais seguro mundo!

Os Melhores Preços no AMAZON

15 dezembro 2012

Você sabia que celular sujo pode ser prejudicial à saúde? Confira!


Ácaros e bactérias estão em todos os lugares e até mesmo os nossos aparelhos celulares são superfícies de acúmulo destes microrganismos. Sem limpeza periódica, os telefones podem virar um foco de contaminação, pois estão em contato constante com as mãos, uma das portas de entrada para infecções.
De acordo com o biomédico Igor Cruz, se o microrganismo presente na superfície do celular for nocivo à saúde, e, após o toque a mão for levada à boca por exemplo, se na boca tiver alguma lesão, pode haver uma contaminação. “Já foi comprovado que microrganismos patogênicos podem sobreviver na superfície dos telefones celulares. As bactérias mais comuns são o Staphylococcus aureus, Escherichia coli, Enterococcus e outros tipos de Staphylococcus. Alguns desses microrganismos podem provocar dermatite e até intoxicação alimentar”, diz o especialista.
Um dos erros mais comuns das pessoas é não higienizar o aparelho após uma queda no chão. “É importante ressaltar que o celular é o recipiente para microrganismos e a mão é os que transporta. Ou seja, após o uso do telefone, se o indivíduo coçar os olhos ou a pele e pôr a mão na boca, provavelmente vai haver uma contaminação”, afirma o biomédico.
A maneira de reduzir as contaminações bacterianas nos aparelhos celulares é o uso frequente de soluções germicidas ou de álcool 70%. Seguem as dicas do especialista para a higienização adequada: desligue o aparelho; retire sua parte traseira; utilize uma toalha limpa ou papel absorvente e embebede com álcool 70% (não encharque); passe na tela e no teclado; enxugue com uma toalha limpa ou papel absorvente; repita a operação; aguarde uns 15 minutos para que o resíduo do álcool entre o teclado evapore; remonte o aparelho e ligue. A recomendação é realizar o procedimento periodicamente, ou se o usuário colocar as mãos em material contaminado e depois usar o celular (Ex.: profissionais de saúde). (Saúde.com)

Nenhum comentário: