Últimas Notícias

Veja as Manchetes!

segunda-feira, 1 de outubro de 2018

Perito faz revelação sobre morte de mulher conceiçãoense em JP; Amiga reconhece vítima pela tatuagem

O perito do Instituto de Perícia Científica de João Pessoa, Aldenir Lins falou nesta segunda-feira (1º), sobre a morte da sertaneja de Conceição, Bernadeth de Lourdes Gomes, de 44 anos.

Ela foi assassinada a tiros nesse domingo (30), em rua no Bairro do Colinas do Sul, em João Pessoa, quando saia de casa para encontrar uma amiga.


Segundo o perito, a mulher foi atingida com alguns disparos no rosto, na lateral do pescoço, no braço e na região lateral do corpo. Além disso, ele explicou que após ela cair, ainda foi atingida por outros tiros.

Aldenir Lins disse que foram cinco disparos de revólver calibre 38 o que confirma características de crime de execução. “Morte imediata. Características de execução clara”, explicou o perito.

Nada foi levado da vítima. A amiga da sertaneja, que a esperava em casa contou que tinha almoçado mais cedo com ela, quando combinaram de sair logo depois. 

A mulher disse que ouviu disparos, mas achou que fossem fogos devido ao período eleitoral. “Quando eu cheguei mais perto que vi o braço dela e a tatuagem, aí eu disse ‘meu Deus do céu é Beth, não acredito não’”, contou a mulher, adiantando que a vítima não bebia, não gostava de farra e não tinha inimigos.

A vítima estava com uma sacola no momento do crime. A amiga dela reconheceu e identificou a vítima por meio dessa sacola e de uma tatuagem no braço. Até esta segunda-feira ninguém foi preso.



Diário do Sertão

Comente aqui com o Facebook: