Últimas Notícias
Hebergeur d'image

quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Como uma foto salvou a vida de uma menina com uma forma rara de câncer

A fotografia acima salvou uma vida. Aos seis meses, Rose Lucking-Elhitmi, de Devon, no sul da Inglaterra, foi diagnosticada com retinoblastoma (tumor na retina), uma forma rara de câncer.

Os médicos identificaram a doença após o avô de Rose notar algo estranho na fotografia da neta.

 "A gente estava de férias no Lake District e, por alguma razão, naquela ocasião usamos o flash, não sei por quê. Quando tiramos a foto, eu notei que ao invés dos olhos dela ficarem vermelhos, como era esperado, um ficou vermelho e o outro, branco", diz Terry Lucking, avô da menina.


Rose estava com câncer no olho direto e com sinais iniciais de um tumor no esquerdo.

Os médicos conseguiram tratar o esquerdo, mas Rose terá que conviver com o tumor do olho direito por toda a vida.

Aos três anos, a menina recebeu nesta semana um prêmio especial por sua coragem, resiliência e paciência na luta contra o câncer.

"Ela ganhou esse prêmio pela bravura", conta Suzannah Lucking, mãe de Rose.

Se dirigindo à filha, ela completa:

"Você subiu ao palco, pegou seu certificado, sua medalha, seu urso de pelúcia, e todo mundo aplaudiu, não foi? Porque você foi muito corajosa e forte."

 Rose com a mãe, Suzannah Lucking

O câncer de Rose hoje encontra-se em remissão - quando não há sinais da presença da doença, mas ainda não se pode dizer que está curado.

Segundo os pais da menina, apesar de a filha não ter a visão no olho direito, ela leva uma vida ativa e feliz.


BBC

Comente aqui com o Facebook: