Últimas Notícias

segunda-feira, 17 de julho de 2017

Sobe para 11 o número de presos em operação contra sonegação fiscal na Paraíba

Mais duas pessoas foram presas, nesse fim de semana, em João Pessoa e Sapé, suspeitas de fazer parte do esquema de sonegação fiscal desarticulado na semana passada pela Operação Orange, da Polícia Civil. 

Em coletiva realizada nesta segunda-feira (17), a Polícia Civil informou que um dos presos já tinha sido identificado nas primeiras atividades da operação. 

Ele é sócio de uma das empresas investigadas e, com ele, a polícia apreendeu um documento de identidade falso e dez CNPJs de empresas, sendo que apenas duas delas já estavam sob investigação.


A outra pessoa presa é ex-esposa de um dos líderes da quadrilha. Conforme a Polícia Civil, a mulher alegou que foi coagida pelo ex-companheiro a participar dos atos ilícitos. Com ela, foram apreendidos dezenas de cheques. Os valores não foram divulgados.

Onze pessoas já foram presas pela Operação Orange e 22 mandados de busca e apreensão foram cumpridos. Segundo a delegada Daniela Vicuna, uma nova fase da operação deve ser deflagrada em breve para cumprir mais mandados judiciais.

Entenda o caso

Nove pessoas foram detidas na última terça-feira (11) suspeitas de movimentar R$ 30 milhões em notas fiscais fraudulentas, causando prejuízos superiores a R$ 8 milhões aos cofres públicos. Para camuflar operações ilegais e fraudar as fiscalizações tributárias, que acontecem desde 2011, os suspeitos usavam documentos falsos.

As investigações começaram há 16 meses e foram feitas pela Delegacia de Crimes Contra a Ordem Tributária (DCCOT), Promotoria de Justiça de Crimes Contra a Ordem Tributária e Secretaria de Estado da Receita.

Todos os alvos da operação devem responder por falsificação de documento público, falsidade ideológica, uso de documento falso e crimes contra a ordem tributária.



Por Rammom Monte e Amanda Gabriel

Comente aqui com o Facebook: