Plantão

Michelle toma as dores de cristãos e coloca a Folha em seu devido lugar: "Insanidade"



Usando os argumentos fúteis, o jornal Folha de S. Paulo, neste fim de semana, expôs uma tese de que Jesus Cristo foi abusado sexualmente antes de ser crucificado.


A tese é defendida por um teólogo de ideais, no mínimo, duvidosos.


Com a credibilidade questionada, faturamento e número de assinantes despencando, só resta a Folha o sensacionalismo mais apelativo para chamar a atenção do público.


Pelo Twitter, a primeira-dama Michelle Bolsonaro não perdoou a "insanidade" e "falta de escrúpulos" do jornal.


"Insanidade, cristofobia e falta de escrúpulos.
Não se deixem enganar: de Deus não se zomba. Pois o que o homem semear isso também colherá. 
GÁLATAS 6"

Confira:

  • Jornal da cidade online

Nenhum comentário: