Plantão

Alckmin fala em reconstrução, mas o país foi destruído por aquele que está ao lado dele, diz Ana Paula



O Partido Socialista Brasileiro (PSB) oficializou o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin como vice na chapa de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para eleições presidenciais neste ano. A confirmação foi feita nesta sexta-feira, 8, em evento realizado em um hotel da zona sul da capital paulista nesta sexta-feira, 8, com a presença de lideranças dos dois partidos políticos. “É importante saber que essa chapa aqui não é só para ganhar as eleições. Talvez, ganhar as eleições seja mais fácil do que a tarefa que nós teremos pela frente para recuperar esse país. Nós vamos conversar com toda a sociedade brasileira. Nós vamos conversar com grandes, médios e pequenos empresários e vamos conversar muito com o povo trabalhador desse país”, declarou o petista.



Ana Paula Henkel, comentarista do programa Os Pingos Nos Is, da Jovem Pan News, criticou a aliança. “O Alckmin disse no discurso, nessa aliança pra lá de estranha, da reconstrução do país. No entanto, ele não cita que a destruição do país ocorreu exatamente por causa daquele que estava do lado dele”, disse. “Fica a pergunta também de como será a plataforma política desse casamento em relação, por exemplo, da reforma trabalhista. Alckmin se diz a favor, Lula é contra, quer a revogação. Alckmin é a favor do teto de gastos, Lula é completamente contra. E Alckmin se diz um católico, cristão, fervoroso, imagino que seja contra o aborto. Vai ser interessante ver a plataforma política desse casamento bastante inusitado e que colocou todas as máscaras da política brasileira no chão”, acrescentou.

Por Caio Coppolla: ‘Lula, volte a mentir’

JP News

Nenhum comentário: