Plantão

Namorada de "Mamãe Falei" termina relacionamento após falas machistas sobre mulheres ucranianas



A namorada do pré-candidato ao governo de São Paulo, Arthur Do Val (Podemos), conhecido também como Mamãe Falei, terminou o relacionamento após o agora deputado estadual ter enviado um áudio de cunho machista a um grupo com integrantes do Movimento Brasil Livre (MBL), falando sobre as mulheres ucranianas. Na gravação, divulgada nesta sexta-feira (4), o parlamentar chegou a dizer que as mulheres da Ucrânia, país que está em guerra, "são fáceis porque são pobres".





Giulia Blagitz anunciou o término nas redes sociais, afirmando que os dois seguirão caminhos distintos.





“Em respeito a todos os meus seguidores que também seguiam o Arthur gostaria de deixar claro que seguiremos caminhos distintos. Infelizmente a vida é imprevisível e muitas vezes nos leva por caminhos que não compreendemos. Mas de uma coisa podemos ter certeza: o amor foi real e sempre será! Obrigada por tudo que vivemos!”, disse ela.




Ainda em áudio, o pré-candidato, até então apoiado pelo ex-juiz Sérgio Moro, compara as ucranianas com as brasileiras, afirmando que, as mulheres nas filas das baladas brasileiras não chegam "aos pés da fila de refugiados aqui (Ucrânia)".




Ele também fala de uma "estratégia" de uma pessoa que ele conhece, do qual viaja por países onde "só têm loiras" e que, dentre as estratégias, está a de não ir para as partes litorâneas, e sim para as comunidades mais carentes.



Ouça o áudio abaixo:
 

“Vou te dizer, são fáceis, porque elas são pobres. E aqui minha carta do Instagram, cheia de inscritos, funciona demais. Não peguei ninguém, mas eu colei em duas ‘minas’, em dois grupos de ‘mina’, e é inacreditável a facilidade”, diz o deputado.



Ele afirma ainda:



“Só vou falar uma coisa para vocês: acabei de cruzar a fronteia a pé aqui, da Ucrânia coma Eslováquia. Eu juro, nunca na minha vida vi nada parecido em termos de ‘mina’ bonita. A fila das refugiadas… Imagina uma fila sei lá, de 200 metros, só deusa. Sem noção, inacreditável, fora de série. Se pegar a fila da melhor balada do Brasil, na melhor época do ano, não chega aos pés da fila de refugiados aqui”, diz o deputado estadual em outro áudio.



Por Mariane Rodrigues, com Metrópoles

Nenhum comentário: