Plantão

Dinheiro esquecido: veja quem poderá agendar saque nesta semana


Os nascidos entre 1968 e 1983 ou empresas fundadas nesse período que têm valores a receber esquecidos em instituições financeiras poderão saber a quantia e agendar o saque a partir desta segunda-feira (14) até a sexta-feira (18). No sábado (19), haverá repescagem, das 4h às 14h, para quem perder o prazo. 



O serviço por meio do SVR (Sistema Valores a Receber), do Banco Central, abriu as consultas em 14 de fevereiro para que se pudesse verificar se havia dinheiro esquecido em contas bancárias. Agora é possível saber qual é o valor e agendar o resgate.



No caso de existência de saldos residuais em instituições financeiras, o próprio site informou a data e horário de retorno para agendar a retirada. O calendário é escalonado, de acordo com a data de nascimento ou da abertura da empresa.


Calendário do resgate e da repescagem

• 7 a 11 de março

Nascidos antes de 1968 ou empresas abertas antes desse ano

Repescagem: sábado, 12 de março, das 4h às 24h


• 14 a 18 de março

Nascidos entre 1968 e 1983 ou empresas fundadas nesse período

Repescagem: 19 de março, das 4h às 24h



• 21 a 25 de março

Nascidos a partir de 1984 ou empresas abertas a partir dessa data

Repescagem: 26 de março, das 4h às 24h


• A partir de 28 de março

Quem perder a repescagem poderá pedir o resgate a partir dessa data


A primeira etapa prevê 28 milhões de pessoas e empresas com dinheiro a receber, num total de R$ 3,9 bilhões. A segunda etapa deve começar em 2 de maio, com mais R$ 4,1 bilhões para serem resgatados.



Após o pedido de saque, a instituição financeira terá até 12 dias úteis para fazer a transferência. A expectativa é que pagamentos realizados por meio do Pix ocorram mais rapidamente.


Para fazer o resgate, é preciso ter conta nível prata ou ouro do portal gov.br, que demandam mais autenticações como reconhecimento facial e autorização via aplicativo.


Passo a passo para agendar o saque

Passo 1

Faça a consulta no site valoresareceber.bcb.gov.br/publico para saber se você ou sua empresa têm valores a receber do sistema financeiro.


Dados necessários:

• pessoa física: CPF e data de nascimento; e

• pessoa jurídica: CNPJ e data de abertura.


• Se tiver valores a receber, siga para o passo 2.

• Se não tiver valores a receber, volte na data informada pelo sistema, quando as instituições terão enviado novos dados ao Banco Central.


Passo 2

Verifique a data informada pelo sistema para você consultar o valor e solicitar a devolução. Fique atento também ao horário do seu agendamento (das 4h às 14h ou das 14h às 24h).

• Se sua data e horário são agora, siga para o passo 3.

• Se não, volte na data e no horário informados pelo sistema.


Passo 3

Clique no botão: "Acessar Meus Valores a Receber".


Passo 4

Faça login em sua conta gov.br (nível prata ou ouro).

Se ainda não a tem, faça uma em acesso.gov.br e volte aqui dentro de sua data e horário.


Passo 5

Leia e aceite o Termo de Ciência.


Passo 6

Veja na tela do sistema:


• o valor a receber;

• a instituição que deve devolver o valor;

• a origem (tipo) do valor a receber; e

• informações adicionais, quando for o caso.


Passo 7

Clique na opção que o sistema mostrar e siga as orientações indicadas:


"Solicitar por aqui"


• A instituição devolverá o valor via Pix em até 12 dias úteis.

• Selecione uma das suas chaves Pix e informe seus dados pessoais.

• Guarde o número de protocolo, para entrar em contato com a instituição, se necessário.


"Solicitar via instituição"


• A instituição não faz devolução por Pix em até 12 dias úteis.

• Entre em contato pelo telefone ou email informado pela instituição para combinar a forma de devolução.


R7

Nenhum comentário: