Plantão

Crescimento do PIB do Brasil superou quase todos os países mais ricos



O Produto Interno Bruto (PIB) do país avançou 0,5% no quarto trimestre de 2021 e encerrou o ano com crescimento de 4,6%, totalizando R$ 8,7 trilhões. Esse avanço recuperou as perdas de 2020, quando a economia brasileira encolheu 3,9% devido à pandemia. Já o PIB per capita alcançou R$ 40.688 no ano passado, um avanço de 3,9% em relação ao ano anterior (-4,6%).



Ao comentar os dados do PIB, o time do ministro da Economia Paulo Guedes destaca que o crescimento acumulado de 0,6% em 2020 e 2021 supera o de quase todos os membros do G-7 (grupo que reúne alguns dos países mais ricos), ficando abaixo apenas do avanço de 2% dos Estados Unidos. Dentro do G-20 (19 maiores economias mais a União Europeia), o crescimento brasileiro nos dois anos foi o 9.º maior.



Impulsionado pelo binômio econômico de ações de consolidação fiscal e de aumento da produtividade, o Brasil apresenta um crescimento em bases sólidas, com o investimento privado liderando a retomada econômica brasileira. Essa análise foi apresentada pelo chefe da Assessoria Especial de Assuntos Estratégicos do Ministério da Economia, Adolfo Sachsida, na manhã desta sexta-feira (4), ao divulgar a Nota Informativa – Resultado do Produto Interno Bruto (PIB) de 2021 e perspectivas, elaborada pela Secretaria de Política Econômica (SPE). “Os dados confirmam o acerto da política econômica adotada pelo governo neste momento tão difícil de pandemia. Confirmam a recuperação, como é constantemente alertado pelo ministro Paulo Guedes”, destacou Sachsida, em entrevista coletiva.


Terra Brasil Notícias

Nenhum comentário: