Plantão

Coreia do Norte testa ‘maior míssil balístico’



A Coreia do Norte disparou um míssil balístico intercontinental (ICBM) em direção ao mar, disseram militares da Coreia do Sul e do Japão nesta quinta-feira, 24. Os norte-coreanos não testam esses mísseis desde 2017.



O Estado-Maior da Coreia do Sul informou ter detectado o lançamento de um “projétil não identificado” da Coreia do Norte, “possivelmente um míssil de longo alcance, um ICBM, disparado em uma trajetória ‘elevada’ no espaço”, informou a agência de notícias sul-coreana Yonhap. O míssil norte-coreano voou 1,1 mil quilômetros (km) e atingiu a altitude de 6 mil km.



Segundo a guarda costeira do Japão, o projétil caiu na zona exclusiva japonesa, quase 200 km a oeste da província de Aomori, no norte do país. O primeiro-ministro japonês, Fumio Kishida, disse que o lançamento é um “ato de violência inaceitável”.



Kishida, que está na Bélgica para a cúpula do G7, afirmou ainda que a tecnologia de mísseis da Coreia do Norte está melhorando.



Aumento de tensão

O ditador da Coreia do Norte, Kim Jong-un, é um dos poucos aliados de Vladimir Putin, e o disparo abre uma nova frente de preocupação para o presidente americano, Joe Biden, que empenhou muitas fichas diplomáticas ao se encontrar pessoalmente hoje com os outros 29 chefes de governo da Otan em Bruxelas.



Revista Oeste

Nenhum comentário: