Plantão

Número de mortes por Covid-19 sobe 40% em uma semana, mas os casos diminuíram



Enquanto o número de casos por Covid-19 parece dar sinais de queda no Brasil, o país fechou a primeira semana de fevereiro, encerrada no sábado (5), com a maior quantidade de mortes causadas pelo novo coronavírus em seis meses. Foram 5.278 óbitos acumulados, resultado só superado no período de 15 a 21 de agosto de 2021, com 5.421. 



Na comparação com a semana imediatamente anterior, as mortes, impulsionadas pela variante Ômicron, tiveram um avanço de mais de 40% no início deste mês. Eram 3.723 entre 23 e 29 de janeiro e passaram a 5.278. Os casos, por outro lado, seguem curva oposta. De 1.305.447 baixaram para 1.258.651 (queda de 3,6%). Os dados são do painel do Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde).



O diretor da SBIm (Sociedade Brasileira de Imunizações) Renato Kfouri explica que normalmente caem primeiro os registros de casos para depois de algum tempo baixarem as mortes.



"Quando a doença começa a avançar, sobem primeiros os casos e depois as mortes, com as hospitalizações no meio do caminho, e o mesmo ocorre quando ela recua: os óbitos só aparecem depois", diz o infectologista, que no entanto faz uma ressalva.



"Em tese podemos avaliar que essa semana aponta para a queda de casos. É um indício, claro, mas não temos tamanha precisão nos dados do país e necessitamos de mais tempo para entendermos o que está acontecendo. Há informações que não sobem para o sistema em uma semana e só aparecem na outra, ou Estados que demoram a fazer o registro, e por aí vai."



O Brasil fechou o sábado com 1.308 mortes registradas em 24 horas, e 197.442 novos casos. No total, o país já tem 631.802 óbitos e 26.473.273 infectados.


Jovem pan

Nenhum comentário: