Plantão

Jovem é morto à tiros em Santa Rita na Paraíba; Ele estudava para ser PM, disse a mãe



O jovem Gabriel Francelino, de 22 anos, que morreu na noite desta segunda-feira (14), após ser atingido por tiros em Santa Rita, Região Metropolitana de João Pessoa, estava estudando para ser policial. A informação foi dita pela mãe dele, Sandra Francelino, em entrevista ao JPB1. Sandra é técnica de enfermagem no Hospital Regional de Santa Rita e chegou a socorrer o próprio filho.



O crime ocorreu por volta das 19h, quando uma dupla de moto perseguia e atirava em outra pessoa. Gabriel passava pela rua no momento e recebeu 7 tiros. Outras duas pessoas também ficaram feridas na ação, que aconteceu no bairro Alto das Populares.



A mãe de Gabriel, Sandra Francelino, disse em entrevista ao JPB1 que o filho estava estudando para ser policial militar. Contou ainda que ele era bem quisto onde morava e não tinha envolvimento com crimes.



"Se fosse um menino que estivesse numa vida errada, eu estaria consciente de que ele procurou, mas meu filho era bem quisto, meu filho tava estudando aulão para fazer Polícia Militar. E eu tava trabalhando desse jeito para ajudar ele", relatou emocionada.



Sandra Francelino é técnica de enfermagem no Hospital Regional de Santa Rita e se preparava para sair do plantão, quando foi surpreendida pela entrada do filho na unidade já sem vida. Bastante abalada, ela contou ao JPB1 o que aconteceu ao se deparar com a situação.



"Bote ele aqui na cama, vamos reanimar ele, entube doutor, entube meu filho", relatou.



A irmã de Gabriel, Thalyta Francelino, também é técnica de enfermagem e estava de plantão no mesmo hospital, porém em outra ala.



"Saí desesperada para o setor da área vermelha, quando abri a porta era meu bebezinho que estava lá. Meu único irmão. Eu só sei que quem fez isso dilacerou meu coração", disse ela.



O enterro de Gabriel acontecerá na tarde desta terça-feira (15), no cemitério de Santa Rita.



Outras duas pessoas também ficaram feridas, uma delas foi atingida com um tiro nas costas, e segue internada no Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa. A terceira vítima foi atingida com um tiro no braço, e já recebeu alta hospitalar.


A polícia segue investigando o crime para identificar os suspeitos.


Da Redação do Conceição PB Online com G1

Nenhum comentário: