Plantão

Deltan Dallagnol se filia ao Podemos e critica STF; Moro repete falas contra Lula e Bolsonaro



Ex-procurador, Deltan Dallagnol se filiou ao partido Podemos, o mesmo de Sérgio Moro, nesta sexta, 10. A filiação foi assinada num hotel de Curitiba, em evento que contou com a presença de Moro, possível candidato à presidência pelo partido, da presidente nacional do Podemos, Renata Abreu, e dos senadores do Paraná, Álvaro Dias, Flávio Arns e Oriovisto Guimarães. Em discurso, Deltan criticou o Supremo Tribunal Federal, a quem considera que pode ter anulado avanços da Lava Jato no combate à corrupção, e não declarou se será candidato a algum cargo eletivo em 2022, embora Álvaro Dias tenha dito que ele deve concorrer para uma vaga como deputado federal.


Dallagnol criticou, por exemplo, a decisão do STF que proibiu prisões após condenação em segunda instância. “Institucionalizou a impunidade dos corruptos no Brasil. Nós vimos o STF também desestimular as delações premiadas e a devolução do dinheiro que havia sido desviado de todos nós”, afirmou o ex-procurador. “O errado parece o certo. Os criminosos são soltos pelos tribunais por razões que a gente não consegue entender e que ninguém consegue explicar direito. E a gente começa a pensar que não existe mais Justiça”, lamentou. Antes de Deltan, Moro também pode falar ao público presente e deu indireta para Lula e Bolsonaro. “Nossa turma é que a gente pode se orgulhar. Não somos a turma do mensalão, petrolão, rachadinha”, declarou o ex-juiz.

Nenhum comentário: