Plantão

Compre no AMAZON, o Site mais seguro mundo!

Os Melhores Preços no AMAZON

17 agosto 2021

Prefeitura de Conceição homenageia Elba Ramalho por seu aniversário; Veja Vídeo!



A Prefeitura de Conceição na Paraíba, publicou um vídeo na tarde desta terça-feira (17) em homenagem a cantora e filha de Conceição Elba Ramalho pelo aniversário de 70 anos de idade.


A mensagem foi apresentada por Fidelis Mangueira, que fez referência a história de vida da artista, iniciada nos anos 50 em Conceição, que nessa época era uma pequena cidade.


Durante a homenagem, foram exibidas imagens da compositora visitando a terra natal e subindo as escadas da igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição, a qual ela cresceu frequentando e devotando junto com a família.


O município ainda fez um tributo à cantora com um cover da música “De Volta pro meu aconchego”, uma das principais canções da cantora, feito por um trio de artistas de Conceição, João da Burra, José Carlos e Sanfoneiro Natel, conterrâneos e Elba.


Assista ao vídeo:  

Conceição orgulha-se de ser chamada “Terra de Elba Ramalho” e ter gerado esta grande mulher, que saiu aqui de Conceição, no Vale do Piancó, do Alto Sertão da Paraíba, para o mundo inteiro, para mostrar a força e a garra da mulher nordestina nossa arte e nossa cultura.

Parabéns, Elba Ramalho! Receba os parabéns da Prefeitura de Conceição Municipal de Conceição, na pessoa do nosso prefeito Samuel Lacerda. Receba os parabéns da Secretaria de Cultura e de todos os artistas de Conceição. Receba os parabéns desse povo que te ama e que te admira. Receba os parabéns desta terra que te gerou e que foi o aconchego da tua família e também foi o teu aconchego na infância e juventude. 


Biografia de Elba Ramalho


Elba Ramalho (1951) é uma cantora e atriz paraibana, uma das principais intérpretes da música brasileira. Entre seus sucessos destacam-se: “Bate Coração”, “De Volta Pro Aconchego”, “Banho de Cheiro” e “Eu só Quero um Xodó”.


Elba Maria Nunes Ramalho (1951), conhecida como Elba Ramalho, nasceu em Conceição do Vale do Piancó, no interior da Paraíba, no dia 17 de agosto de 1951. Em 1962 mudou-se com a família para a cidade de Campina Grande, onde seu pai comprou o cinema local. Desde criança já demonstrava interesse pelas artes.


Em 1968, quando cursava Sociologia na Universidade Federal da Paraíba, formou um conjunto chamado “As Brasas”, onde cantava e tocava bateria. Em 1974 acompanhou, como crooner, o grupo Quinteto Violado para uma temporada no Rio de Janeiro para participar do espetáculo “A Feira”, e decidiu ficar na cidade. Nesse mesmo ano, participou da peça “Viva o Cordão Encarnado”, com o grupo de teatro Chegança, de Luís Mendonça.


Com sua voz estridente e um domínio de palco, em 1978 foi convidada para participar da primeira montagem da peça “Ópera do Malandro”, de Chico Buarque, ao lado de Marieta Severo. Em 1979, Elba lançou seu primeiro LP “Ave de Prata”, com direito a uma música de Chico Buarque “Não Sonho Mais”. Depois vio o disco: “Capim do Vale” (1980). Nesse mesmo ano, fez sua primeira turnê internacional, na África. No ano seguinte, participou do Festival de Jazz de Montreux, na Suíça e lançou “Elba Ramalho” (1981).


O disco mais representativo da cantora, que a tornou conhecida nacionalmente foi “Alegria” (1982). Com uma imagem brejeira e sua voz aguda (e em alguns momentos estridente), a cantora reuniu um repertório dos então novatos Zé Ramalho e Alceu Valença e da dupla, Antônio Barros e Cecéu com os hits “Bate Coração” e “Amor com Café”. Fez shows na Europa e em Israel. Em 1983 lançou o LP “Coração Brasileiro”, que despontou com o sucesso “Banho de Cheiro”.


Em 1996, Elba voltou às suas origens nordestinas com o disco “Leão do Norte”, com a música título de autoria de Lenine e produzido por Robertinho do Recife. O espetáculo homônimo recebeu o prêmio de melhor do ano. Nessa mesma época lançou “O Grande Encontro”, álbum gravado ao vivo, com Alceu Valença, Geraldo Azevedo e Zé Ramalho.


Em 2004 fez uma turnê nacional com Dominguinhos, que foi o ponto de partida para o disco lançado em 2005, gravado em estúdio com músicas inéditas como “Rio de Sonho”, “Forrozinho Bom” e “Chama”, como os clássicos de autoria de Dominguinhos, como “Eu só Quero um Xodó” e “De Volta Pro Aconchego”.


Em 2014, Elba fez uma turnê nacional com o espetáculo “Cordas, Gonzaga e Afins”, que vai ser lançado em DVD, ao vivo, gravado em setembro de 2014, no Chevrolet Hall, em Olinda, PE, quando recebeu o músico Naná Vasconcelos (1944-2016) e o cantor e compositor Marcelo Jeneci. (Fonte - https://www.ebiografia.com/elba_ramalho/)


Da Redação

Nenhum comentário: