Plantão

Compre no AMAZON, o Site mais seguro mundo!

Os Melhores Preços no AMAZON

19 março 2021

Márcio França: ‘Ontem Doria investiu no BolsoDoria, amanhã emendará o LulaDoria’

Em entrevista ao programa Pânico, da Jovem Pan, nesta sexta-feira, 19, o presidente estadual do PSB-SP, Márcio França criticou a forma como o governo de São Paulo e a prefeitura da Capital estão conduzindo a pandemia do novo coronavírus. “O governador João Doria é tão rápido que ontem investiu no ‘BolsoDoria’ e amanhã deve emendar o ‘LulaDoria’. 

Ele não sabe o que está fazendo ali, seu objetivo é ser candidato político e viver frequentando eventos. Do ponto de vista da política de São Paulo, é possível notar que demos um azar danado porque elegemos uma montanha de pessoas jovens e inexperientes para atuar no governo estadual e na prefeitura. 

Agora, enfrentamos este caos. São Paulo é o epicentro da Covid-19 no Brasil. Para o estado mais desenvolvido do país, não conseguimos investir em nenhuma solução inovadora e estamos batendo um recorde de morte atrás do outro. Eles abusaram do direito de errar”, disse.

Para França, São Paulo equivoca-se ao decidir fechar estabelecimentos, estreitar os horários dos comércios — “gerando aglomerações”, reduzir as frotas de ônibus e pedir para que os cidadãos permaneçam em suas casas sem oferecer auxílio financeiro. “A política também é esperança, não é só gestão. 

Os governantes precisam propor soluções criativas para os problemas. Frente às crises, é preciso haver liderança. Esperamos que os líderes conduzam a população. Caso contrário, as pessoas ficam desorientadas. Enfrentamos este grave momento porque nenhum deles tem experiência com problemas duros. Eles apenas esperam a crise passar, não propõem soluções. 

No entanto, é preciso lembrar que depois do caos, sempre vem mais caos. Por exemplo, a falta de gestão e preparo pode ser observada no fato absurdo deles terem montado, desmontado e precisarem remontar os hospitais de campanha em meio à crise de saúde.” Em suas decisões mais recentes, o prefeito Bruno Covas (PSDB) antecipou cinco feriados para tentar conter a disseminação da pandemia na Capital. Já o governador João Doria (PSDB) contrariou pedidos dos municípios ao afirmar que não decretará lockdown no estado.

Nenhum comentário: