Plantão

terça-feira, 9 de março de 2021

Bolsa fecha em queda após Fachin anular condenações de Lula

O mercado financeiro não reagiu bem à decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, de anular as condenações do ex-presidiário Lula na Lava Jato nesta segunda-feira (8).

A Bolsa de Valores (Ibovespa) fechou em queda de 3,98% a 110.611 pontos. De acordo com o InfoMoney, foi a maior baixa desde o dia 22 de fevereiro, quando o índice despencou 4,87%.

O dólar comercial também fechou em alta de 1,67% a R$ 5,7778 na compra e a R$ 5,7783 na venda.

Como noticiou o Terça Livre, Fachin anulou todas as condenações de Luiz Inácio Lula da Silva na Operação Lava Jato — triplex do Guarujá, sítio de Atibaia e sede do Instituto Lula e doações da Odebrecht. O ministro declarou a 13ª Vara Federal de Curitiba — que tinha como titular o ex-juiz Sergio Moro — incompetente para processar e julgar o ex-presidente.

Edson Fachin foi indicado ao cargo que ocupa em 2015 pela então presidente Dilma Rousseff. Mesmo indicado pela esquerda, Fachin, que hoje livrou Lula das condenações, chegou a ser considerado um inimigo político quando assumiu a relatoria da Lava Jato na Corte, recebendo o apelido de “o carcereiro da Lava Jato”.

Em agosto de 2020, Fachin chegou a dizer em a candidatura de Lula em 2018 teria “feito bem à democracia”.

Nenhum comentário: