Plantão

Compre no AMAZON

Os Melhores Preços no AMAZON

18 fevereiro 2021

Esquerda também defendeu fechamento do STF, mas ameaças ficaram sem resposta

As criticas do deputado Daniel Silveira aos ministros do Supremo Tribunal Federal não são atos isolados. No passado, durante os governos do Partido dos Trabalhadores, ocorreram ataques ao Supremo por meio de integrantes do partido e apoiadores. No entanto, nenhum deles acabou na cadeia. 

Em 2016, durante conversa com a então presidente Dilma Rousseff, na época de sua condução coercitiva para depor à Polícia Federal, o ex-presidente Lula disse que o STF é totalmente acovardado. “Nós temos uma Suprema Corte totalmente acovardada, temos um STJ totalmente acovardado.

Um parlamento totalmente acovardado. Somente nos últimos tempos que o PT e PCdoB começaram a brigar. Temos um presidente da Câmara e do Senado fudid*. Não sei quantos parlamentares ameaçados.” 

O ex-senador Roberto Requião, em visita ao acampamento que acompanhou a prisão de Lula no Paraná, também atacou a Suprema Corte brasileira ao dizer que a instituição só poderia existir se Lula fosse solto. “A prisão de lula é um biombo para esconder a entrega do petróleo, do sistema elétrico, dos direitos dos trabalhadores, da aposentadoria, da Embraer, da Eletrobrás. É o fim do estado social no brasil. Ou Supremo manda soltar o Lula ou o Supremo não existe mais. Com o fim do Supremo, acaba também o Congresso Nacional.”  Em abril de 2018, o ex-deputado petista Wadih Damous, que chegou a ser presidente da OAB-RJ, exigiu o fechamento do STF.

“Nós temos que redesenhar o poder Judiciário e o papel do STF. Tem que fechar o STF. Temos que criar uma Corte Constitucional com seus membros detentores de mandato. 

Evitar que gente como Roberto Barroso tenha o poder de ditar os números do processo eleitoral, da escolha popular e da democracia brasileira.” Em outubro deste mesmo ano, o ex-ministro petista José Dirceu emitiu críticas e sugeriu retirar os poderes do STF em entrevista a um portal de notícias do Piauí. “O problema é que o STF, não sei nem o porquê desse nome. 

Tinha que tirar todos os poderes de Supremo, deixar só Corte Constitucional. Depois que Judiciário não é poder da República. Só existem dois poderes eleitos que tem soberania popular: Legislativo e Executivo. O Judiciário é um órgão.” Apesar das pressões, nada aconteceu com nenhum deles. Tais vídeos e gravações seguem públicos na internet.


Informações do repórter Fernando Martins

Nenhum comentário: