Últimas Notícias

Itália recomenda vacina de Oxford para cidadãos até 55 anos

A AIFA (Agência Italiana de Medicamentos) recomendou que a vacina contra a covid-19 da AstraZeneca/Oxford seja aplicada na Itália em pessoas com até 55 anos. O imunizante é o 3º autorizado na Europa, depois dos desenvolvidos por Pfizer/BioNTech e Moderna.

A agência italiana destacou que a vacina da AstraZeneca/Oxford foi considerada segura em todos os ensaios clínicos e foi alvo de rigorosa avaliação da EMA (Agência Europeia de Medicamento).

O órgão afirmou, no entanto, que a maioria dos participantes tinha de 18 a 55 anos.

“Os dados dos estudos da vacina da AstraZeneca mostram um nível de incerteza na estimativa da eficácia em indivíduos com mais de 55 anos, uma vez que esta população (na qual, no entanto, uma boa resposta de anticorpos foi observada) foi mal representada”, declarou a AIFA em comunicado (íntegra – 138 KB).

Apesar de não proibir a aplicação em pessoas com mais de 55 anos, a agência italiana recomenda que essa população seja vacinada com outro imunizante.

O órgão aconselha “o uso preferencial de vacinas de RNA mensageiro para indivíduos mais velhos e/ou mais frágeis”. É o caso das vacinas da Pfizer/BioNTech e da Moderna.

A agência regulatória alemã já havia levantado dúvidas sobre a eficácia da vacina da AstraZeneca/Oxford na população mais velha. Esse é um dos públicos mais vulneráveis à infecção pelo novo coronavírus e ao desenvolvimento grave da covid-19.

O comitê de vacinas da Alemanha recomendou na última 5ª feira (28.jan.2021) que o imunizante não seja aplicado em pessoas com mais de 65 anos de idade.

A vacina da AstraZeneca/Oxford usa um adenovírus modificado, que tem um pedaço do material genético do Sars-Cov-2, coronavírus responsável pela covid-19. Ele induz o sistema imunológico humano a produzir anticorpos para combater a doença.

A eficácia global é de 62% a 90%. Por um erro de metodologia do estudo, a eficácia foi de 62% em um dos grupos (duas doses completas) e de 90% no outro (meia dose/dose completa). Os testes estão sendo refeitos.

São necessárias duas doses, com intervalo de 4 semanas entre elas. O imunizante pode ser armazenado por até 6 meses em refrigeradores comuns. Cada dose custa US$ 3,16.

Eis as vacinas contra a covid-19 em desenvolvimento no mundo:


 Poder 360

Comente aqui com o Facebook: