Plantão

Compre no AMAZON, o Site mais seguro mundo!

Os Melhores Preços no AMAZON

16 dezembro 2020

Britânicos assinam termo de responsabilidade ao se vacinar

No Reino Unido, quem toma qualquer vacina, inclusive contra o vírus chinês, precisa assinar um termo de consentimento. O procedimento é um padrão no país.

O documento alerta que, como todos os medicamentos, nenhuma vacina é totalmente eficaz e que as pessoas podem ter a doença mesmo após imunizadas, embora a gravidade da infecção possa ser menor.

De acordo com as informações divulgadas ontem (15) pela CNN, o documento orienta que as pessoas vacinadas continuem seguindo os protocolos de higiene e de distanciamento social.

O termo ainda alerta que as vacinas podem causar efeitos colaterais, embora a maioria seja leve, de curto prazo e não atinja todos os imunizados.

No Brasil, o presidente Jair Bolsonaro está sendo criticado por sugerir a implantação da mesma medida em relação à vacina contra Covid-19.

No Reino Unido, a vacina que está sendo aplicada é da Pfizer/BioNTech, a mesma empresa com quem o governo federal brasileiro fechou acordo de compra.

“Vocês vão ter que assinar o termo de responsabilidade, se quiserem tomar. A Pfizer é bem clara no contrato: ‘Não nos responsabilizamos por efeito colateral’. Tem gente que quer tomar, então toma. A responsabilidade é sua. Para quem está bem fisicamente, não tem que ter muita preocupação. A preocupação é o idoso, quem tem doença”, disse Bolsonaro.

A proposta deve ser enviada à Câmara dos Deputados em uma Medida Provisória para destinar R$ 20 bilhões para compra de imunizantes contra Covid-19 para a população brasileira.

O termo, de acordo com o relator da proposta, deputado Geninho Zuliani (DEM), seria um pedido da própria farmacêutica Pfizer.


Terça livre

Nenhum comentário: