Últimas Notícias

Mais de 700 advogados entram com mandado de segurança para afastar presidente da OAB

Um grupo de 740 advogados entrou com um mandado de segurança no Tribunal Regional Federal da 1ª Região para solicitar o afastamento do presidente do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, segundo informou o jornal Gazeta do Brasil.

Os magistrados alegam que Felipe Santa Cruz age com desvio de finalidade, além de ter transformado o Conselho Federal da OAB em uma entidade ‘político-partidária’.

A ação dos advogados em denunciar Santa Cruz se intensificou após em delação divulgada pela CNN, o ex-presidente da Fecomercio (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Rio), Orlando Diniz, ter dito que Santa Cruz lhe pediu dinheiro “em espécie” para sua campanha à reeleição da OAB do Rio em 2014.

Diniz disse que não tinha os recursos, mas acertaram um contrato de fachada entre a Fecomércio e um indicado de Santa Cruz para efetuar o contrato, Anderson Prezia, no valor de 120 mil reais. Os serviços, segundo ele, nunca foram prestados.

Pelas redes sociais, o presidente da OAB tentou se defender afirmando que sentia orgulho em ver seu nome entre os mais citados do Twitter.

“Entro na hashtag, que está nos trending topics, #forasantacruz (Santa Cruz, no caso, sou eu), e sinto orgulho. Orgulho de ver meus opositores, pessoas que jamais, em qualquer contexto histórico, estariam ao meu lado. Ainda bem!”, disse.

Em rede social, o advogado Pierre Lourenço da Silva, diretor-jurídico do Instituto Nacional da Advocacia (INAD), disse que o grupo conseguiu 740 nomes para lista.

“Fechei a lista hoje à tarde nos 740 nomes. Agradeço a todos. Em breve disponibilizarei a mesma e QQ advogado poderá usar para comprovar que ao menos”, escreveu.



Terça livre

Comente aqui com o Facebook: