Últimas Notícias

Impeachment de Witzel não será impedido por suspensão de Toffoli, afirma deputado

O processo de impeachment do governador Wilson Witzel não deverá ser impedido pela decisão de Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), de suspender os trâmites na Assembleia Legislativa (Alerj).
A afirmação foi feita pelo deputado federal Márcio Labre nesta terça-feira (28) em entrevista ao Boletim da Manhã do Terça Livre.

De acordo com o parlamentar, o governador não possui moedas de troca para pedir apoio dos deputados.

“A situação do governador é muito delicada. Ele não tem o que oferecer. O estado do Rio de Janeiro está insolvente, falido. Não tem margem financeira para criar secretarias, não tem verbas para autorizar obras, ou seja, não tem uma contrapartida nem recompensas para quem votar com o governo dele”, explicou Labre.

Ainda de acordo com o deputado, sem poder de negociação, não há o que Witzel possa fazer para barrar o processo.

“Conhecendo a natureza de boa parte dos parlamentares da Alerj, que só fazem as coisas movidas à base de troca, por essa falta de poder de fogo, não há muito o que ele [Witzel] fazer. Ninguém vai defender o Witzel por convicção ou dizer que ele está sendo injustiçado, não tem nada disso acontecendo. O ambiente é muito mais favorável a um novo governo. Esse governador não tem condições de negociar nada para trazer 35 votos a seu favor”, finalizou.

Márcio Labre falou ainda sobre as dificuldades que um possível novo governo enfrentará se Witzel deixar o cargo.



Terça Livre

Comente aqui com o Facebook: