Últimas Notícias

Quando é que eu eleitor se iguala ao corrupto?

O eleitor é grande responsável do desenvolvimento social de sua cidade, seu estado, e seu País.
É ele que tem o poder nas mãos de tirar, e colocar seus governantes em cada eleição. Escolher aquele que por demais se apresentou apto, probo, responsável, e comprometido com as lutas sociais de suas comunidades.

Uma escolha, ou um voto errado é sofrimento por 4 anos, e nisto não é preciso reclamar depois na imprensa, como percebe-se muitas vezes vozes chorosas, revoltadas por quer na sua comunidade os problemas permanecem sem nenhuma solução, apesar daquela político eleito tera prometido “mundos e fundos”, mas que até agora não passou de um engano, de um engodo de falsas promessas.

Após bem eleitor! Você é eu somos os responsáveis por promover uma vida social leve, prazerosa, confortável, progressiva na minha Cidade, no meu Estado, e no meu País. Tudo isso só é mesmo possível com o “VOTO CONCIENTE”.

Deixemos a mediocridade, a hipocrisia social, falar que não gosta de política, e que todos os políticos são iguais. Pode até ser. Eu acredito ainda que nem todos calçam 40. Se você de fato quer mudança em todo esse sistema corrompido, é preciso começa por você.

Exemplo: começar por não vender seu voto na eleição. Trocar sua consciência por coisa qualquer. Nestas condições, você eleitor, se igual ao político corrupto, ladrão. Amanhã, qual a moral ética que eu e você teremos para usar a imprensa e cobrar compromisso dito em palanque do seu representante, se ontem eu me “vendi”, me tornei “corrupto”, e agora quero comprar o quer do corrupto?

Pensar, refletir que quando eu elejo um representante, quer para a Câmara de Vereadores, Prefeito, Assembleia Legislativa, Governo Estadual, Senador, Deputado Federal, e Presidente da República é para me representar em todos os campos sociais, e um deles, é lidar com meus impostos pagos naquele momento que vou a padaria comprar meu pãozinho de cada dia.

Os meus representantes escolhidos tem o poder lhe dado por mim nas urnas de pensar, projetar, e administrar o patrimônio público comum. Essa é a finalidade de um político sério.

Cuidado ao vender seu voto, sua consciência a quem quer que seja. Ele paga, amanhã tira o prejuízo do seu próprio patrimônio eleito que são os recursos que deverão chegar nos postos médicos, saneamento, e desenvolvimento social.

Pense nisto! Quando você vende seu voto você iguala-se ao corrupto ladrão, e você não terá moral ético de comprar nada deste político.

Fico hoje com essa reflexão destacado pelo dramaturgo, poeta e encenador alemão do século XX, Bertolt Brecht

- O pior analfabeto é o analfabeto político. Ele não ouve, não fala, nem participa dos acontecimentos políticos. Ele não sabe o custo de vida, o preço do feijão, do peixe, da farinha, do aluguel, do sapato e do remédio dependem das decisões políticas.

- O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia a política. Não sabe o imbecil que, da sua ignorância política, nasce a prostituta, o menor abandonado, e o pior de todos os bandidos, que é o político vigarista, pilantra, corrupto e lacaio das empresas nacionais e multinacionais.



Por Pereira Jr.

Comente aqui com o Facebook: